Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BENVINDOS A PAÇOS DE FERREIRA

Imagens de Fundo

  • 333

Pecado Fatal de Luis Diogo

O festival onubense dedicado à cinematografia ibérica e da América Latina, abriu no sábado e na competição estão dois filmes em língua portuguesa: o filme brasileiro 'Faroeste Caboclo', de René Sampaio, que abriu o concurso e amanhã (terça, 19), a estreia absoluta em festivais internacionais de 'Pecado Fatal', uma primeira obra do realizador português Luis Diogo, rodada em Paços de Ferreira. 

José Vieira Mendes

<#comment comment="[if gte mso 9]> Normal 0 0 1 652 3721 Terra 31 7 4569 10.2418 <#comment comment="[if gte mso 9]> 0 0 0 <#comment comment="StartFragment">

O júri encarregado de decidir o Colombo de Ouro e os restantes prémios da secção oficial de longas-metragens a concurso é formado pelo programador salavadorenho Denis DeLaRoca, o produtor J. Pablo Gugliotta, a maquilhadora Sylvie Imbert, a atriz colombiana Maria Cecília Sanchez e por Christian Aids diretor do Festival de Vancouver, vai ter uma tarefa díficil na escolha de alguns dos melhores filmes ibero-americanos, onde surge surpreendentemente 'Pecado Fatal', a primeira longa-metragem de Luis Diogo, argumentista de 'A Bomba' de Leonel Vieira e de 'Gelo', de Luis Galvão Telles. 'Pecado Fatal', está também selecionado para XXX Festival de Cine de Bogotá", na Colômbia. Mas entre os candidatos ao Colombo de Ouro de Huelva, há filmes tão importantes, entre outros, como: 'Faroeste Caboclo' de, René Sampaio (Brasil), 'Cazando luciérnagas', de Roberto Flores (Colômbia); 'Cinco de Mayo: La batalla', de Rafa Lara (México); 'Esclavo de Dios', de Rogelio Gracia (Venezuela/Argentina/Uruguay), 'Workers', de José Luis Valle (México/Alemanha) e 'Pecado Fatal', de Luis Diogo, que tem como protagonistas Miguel Meira ('Vida A4' e 'Dois D'Aluguer') e a jovem actriz-revelação Sara Barros Leitão, actriz de séries e telenovelas como 'Doida por ti', 'I love you', 'Sentimentos', 'Olhos nos Olhos', 'Morangos com Açúcar', 'Espírito Indomável', 'Laços de Sangue', 'Mundo ao Contrário', participou no elenco do filme 'Aristides de Sousa Mendes - O Cônsul de Bordéus' de Francisco Manso e João Correia. O jovem ator João Guimarães, integra um excelente elenco, onde se cruzam alguns experimentados actores como José Eduardo, Ângela Marques e Margarida Carvalho. 'Pecado Fatal' é uma escorreita e bem dirigida história de solidão e trauma de abandono, que culmina numa arrebatadora história de amor, dos nossos dias, passada fora das grandes cidades, e que não recebeu grandes apoios institucionais. Sara Barros Leitão é a atriz que dá rosto a Lila, uma jovem que regressa a Paços de Ferreira, 20 anos depois do seu nascimento, à procura de saber quem são os seus pais verdadeiros. Nuno (Miguel Meira), é um jovem designer divorciado e gerente de uma loja de móveis, aluga um quarto a Lila, no seu apartamento, para aliviar as despesas. Na verdade 'Pecado Fatal' conta uma história de amor, que está fadada desde o início, que tem tudo menos de pecaminosa. É pelo contrário uma história terna que vive um pouco nos limites do filme noir, onde a jovem Lila (impressionante interpretação de Sara Barros Leitão) vai à procura de si própria, procurando reconstruir o puzzle das suas origens e identidade, nas ruas e nos contentores do lixo de Paços de Ferreira, onde o filme foi rodado. Depois da dúvida vem inesperadamente o amor ao ritmo ambiental dos sons de DJWild e das melodias de Daniela Galbin (www.youtube.com/watch?v=wdkFJx30Ayc). Um filme que tarda a estrear nas salas nacionais, e que o circuíto dos festivais internacionais, pode assegurar-lhe o lugar devido. Igualmente em lingua portuguesa, na competição onubense está 'Faroeste Caboclo', uma primeira obra do 'publicitário' brasileiro René Sampaio, uma brilhante história universal sobre a intolerância, que já foi uma das músicas brasileiras mais populares do Brasil (do falecido Renato Russo e quase um hino para uma geração de brasileiros) e um drama muito aguardado nos palcos de teatro. O filme, que antes de se tornar peça de teatro, conta a história de de João de Santo Cristo (Fabrício Boliveira), um jovem dos arredores de Brasília, que procura vingança da morte de seus pais. Já que o racismo é um dos obstáculos que a sociedade impôs à sua jovem vida. De uma forma rápida e decerto modo contra a sua vontade, João envolve-se no mundo do tráfico de drogas, crime e corrupção. Para piorar a situação, João apaixona-se pela bela e jovem Maria Lúcia (Isis Valverde), a filha de um senador, que não vê com bons olhos o relacionamento entre a 'menina de bem' e o jovem negro e pobre. As dificuldades financeiras, a perseguição da polícia e dos grandes traficantes, quando João, quer regenerar-se, terá consequências terríveis, sobre o destino dos dois jovens. Na cerimónia de encerramento foram anunciados os filmes pré-selecionados aos Goya, na categoria de Melhor Filme Latino-Americano, onde consta em representação de Portugal, a obra 'A Última Vez que Vi Macau', de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Matta.

<#comment comment="EndFragment">