Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mixórdia de Temáticas

Estado Crítico

  • 333

marsupilami

Assim não vale. Isto não é um filme: é um insulto. E mesmo assim dos
mais anódinos ...

Mixórdia de temáticas









Talvez seja a mais encantadora criatura do reino animal inventada pela

banda desenhada. Pelo genial Franquim, em 1952, enquanto se ocupava

das pranchas de Spirou ( e, mais tarde, do ainda mais inesquecível

Gaston Lagaffe). De tal maneira, que, de todas as aventuras de Spirou

e Fantásio, o álbum dedicado integralmente ao Marsupilami é

considerada a obra-prima do autor - "O Ninho do Marsupilami" (1957).

Porque este adorável animal (rapidamente destronou o esquilo Spip) é

compósito, mas não se parece com nenhum outro do planeta. Um mamífero

amarelo de pintas pretas, que põe ovos em forma de pera. Raramente

avistável, vive oculto das indiscrições nos confins da floresta

tropical da "Palômbia". E tem uma cauda que tanto serve de liamba para

balançar entre as árvores, para esmurrar adversários ( entre eles, uma

certa pantera), ou para caçar piranhas. E depois ainda há Seccotine,

uma intrépida condutora de vespa, que deixa os amigos exasperados, e

uma "marsupilamina" muito delicada que se enfeita com flores (sempre

rodeada de colibris) e que se desloca em bicos dos pés. O ninho, à

prova de macacos, tem um teto descapotável , está forrado com penugens

de araras, e quando os marsupilazinhos (um deles preto e os outros

dois amarelos) nascem, devoram piranhas até morderem a ponta dos dedos

dos pais. Os direitos da famosa criatura foram vendidos à Disney mas

tudo estava tão longe do ambiente Franquim, que lhes valeu um

processo. Chegados aqui não se percebe porque não aconteceu o mesmo

(ou pior) com esta fantochada belga, que envolve soros da juventude,

ditadores latino-americanos travestis, a Celine Dion, uma coreografia

interminável de uma tribo, uns arruaceiros tatuados na cara, araras a

serem torturadas, uma "scoop" televisiva, um estúdio futurista, e

acima de tudo, imensa parvoíce, nem um pingo de imaginação ou de

humor. O Marsupilami é a única coisa que até pode entusiasmar as

crianças (pobrezitas...) - apesar de parecer um peluche com pilhas.



Na pista do Marsupilami

De Alain Chabat. Sur la piste du Marsupilami, com Alain Chabat, Fred

Testot, Géraldine Nakache, Jamel Debbouze, Lambert Wilson, Liya

Kebede, Patrick Timsit.  Aventura. 105 min.  Bélgica. 2012