Pequim, 30 jun (Lusa) -- As autoridades chinesas bloquearam hoje as buscas na internet pelo nome de Xi Jinping, o vice-presidente apontado como futuro chefe de Estado, depois de na sexta-feira ter cortado o acesso aos sítios da Bloomberg.

O corte no acesso aos sítios da Bloomberg e, hoje, ao nome de Xi Jinping, surge depois da agência financeira ter publicado um artigo sobre os ativos de investimentos da família do vice-presidente que a estima em 376 milhões de dólares.

O artigo não identifica nenhum ativo a Xi Jinping, à sua mulher ou à filha e sublinha também que não existem indícios de irregularidades cometidas pela família do político.