Merino foi internado a 10 de Agosto com um prognóstico grave depois de ter coordonado os trabalhos de segurança da cimeira da União das Nações da América do Sul, os festejos do bicentenário da independênciade Quito e a tomada de posse de Rafael Correa para um segundo mandato consecutivo, acontecimentos desse dia.

Desde que foi internado, John Merino esteve sempre em situação crítica nos cuidados intensivos, explicou o próprio presidente.