O Presidente e o primeiro-ministro participaram esta sexta-feira num briefing de duas horas na sede da Autoridade Nacional de Proteção Civil, sobre os incêndios que lavram em Portugal. No final, Cavaco Silva falou aos jornalistas destacando que o dispositivo de combate aos incêndios "está em condições de responder às ocorrências". o Chefe de Estado afirmou-se mesmo "bastante mais descansado quanto à capacidade" das autoridades.

Cavaco Silva considerou que "o dispositivo tem estado perante uma grande pressão, mas tem respondido com uma boa capacidade, de forma positiva".

Também José Sócrates classificou como "muito positiva" a capacidade operacional do dispositivo de combate aos incêndios e destacou que o grau de eficácia "melhorou muito nos últimos anos".

"O que é importante destacar é que a capacidade operacional do dispositivo de combate aos incêndios tem-se revelado muito positiva", disse aos jornalistas o primeiro ministro.

"Se compararmos o número de ignições, as condições meteorológicas que ocorreram em anos excecionais como 2003 e 2005, nós verificaremos que o grau de eficácia de combate aos incêndios melhorou muito nestes últimos anos", acrescentou.