As imagens, que foram captadas em janeiro deste ano, mostram uma funcionária a gritar com a menina, que chorava, agarrando-a depois por um braço para a arrastar para a outra ponta da sala. A criança continua a chorar e a mulher acaba por lhe bater na boca, enquanto a calça.

Segundo a família, citada pela imprensa brasileira, a creche, no estado de São Paulo, sabia da ocorrência e a funcionária em causa foi demitida logo em janeiro, mas o facto não foi comunicado aos pais "para preservar a imagem" do estabelecimento.

O vídeo foi colocado online na última terça-feira. Um dia depois, alertados por um amigo, os pais da menina viram, em choque, as imagens, que fizeram chegar, entretanto às autoridades. Ainda não se sabe quem filmou nem quem colocou na Internet.

A mãe da criança conta que o seu comportamento em relação à escola mudou desde que passou a ter aquela educadora, além de aparecer com "marcas roxas" no corpo, que a creche justificava com "brincadeiras entre as crianças".