VEJA O VÍDEO DA SIC NO FINAL DESTA PÁGINA

Carlos Moedas defende que o Governo terá espaço para baixar os impostos quando conseguir reduzir a despesa corrente primária. O secretário de Estado explica que este descida da despesa primária "vai contribuir ainda mais para uma mudança dos setores não transacionáveis para os transacionáveis, e vai, assim, acabar por abrir a possibilidade para descidas nos impostos".

O artigo de opinião surge dias depois de o mesmo jornal norte-americano ter publicado uma notícia na qual afirma que Portugal dificilmente conseguirá regressar aos mercados no prazo previsto e que, assim, seria obrigado a pedir um novo reforço do empréstimo internacional de 78 mil milhões de euros contratado com a 'troika' do Banco Central Europeu, Fundo Monetário Internacional e Comissão Europeia.