Três cães escolhidos pela SPCA (Sociedade pela Prevenção da Crueldade Animal) na Nova Zelândia, foram submetidos a 8 semanas de treino de condução. Os resultados são impressionantes.

Por mais sob controlo que a condução pareça, é difícil compreender até que ponto o cão está consciente do seu comportamento ou simplesmente a obedecer a uma sequência de instruções do treinador (na expectativa de receber uma recompensa). 

O treinador Mark Vette relata que um dos seus colegas quase foi atropelado por um destes cães condutores, contudo mantem esperança no projeto.  

A ideia desta iniciativa da SPCA é demonstrar o potencial da inteligência canina, com a finalidade de tornar mais atraente a opção de adotar cães abandonados.