Bragança, 21 ago (Lusa) -- O presidente da Câmara de Bragança, Jorge Nunes, admitiu hoje que poderá ser necessário ir buscar água a Espanha para abastecer a população da cidade por a seca prolongada estar a esgotar as reservas da região.

A ameaça de rutura no abastecimento a Bragança tem-se repetido nos últimos anos por falta de condições de reserva, obrigando ao transporte de água em camiões cisterna para os depósitos locais a partir de reservas que este ano estão também a sofrer os efeitos da seca.

O presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), Duarte Vieira, afirmou à Lusa que resolver o problema do abastecimento de água a Bragança "é uma prioridade", estando a entidade a trabalhar já numa "nova captação que evite os problemas da seca".