Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Kashid

Volta ao Mundo de Moto

  • 333

Com o atraso no desalfandegamento da moto fiquei obrigado a passar o fim de semana nos arredores de Mumbai.

Decidi então ir até uma praia de que me tinham falado, 150 Km a Sul de Mubai. Comecei por apanhar um barco no "Gate of India", o principal cais para estas pequenas travessias, e 45 minutos depois estava em Alipur.

O destino era Kashid mas, sem encontrar autocarro, acabei por aceitar a proposta de um condutor de uns triciclos um pouco maiores que os da cidade que levam um ou dois passageiros ao lado do condutor e seis a oito nos dois bancos traseiros. Aquilo é pouco mais comprido que um "smart" mas transporta até dez pessoas fora o condutor. Combinei com o homem que viajaria sozinho no banco da frente e lá fomos aos saltos a carregar e descarregar pessoal, tipo autocarro, durante mais de duas horas. 6 euros, incluindo a massagem.

Cheguei a Kashid ao fim da tarde, ainda a tempo de dar uma espreitadela à praia que ficava a dois minutos da estalagem e onde, como de costume, alguns indianos ainda tomavam banho vestidos, uma cena que já tinha visto em Mumbai.

No dia seguinte fiquei meia hora dentro daquelas águas mornas e dei um passeio a cavalo pela praia. Conheci uns rapazes simpáticos que ali passavam o fim de semana e, durante o almoço no restaurante da praia, quando souberam que eu iria ficar nesse dia a Vashi, perto do porto de desembarque da moto, convidaram-me a ficar a dormir em casa deles pois viviam aí.

Da parte da tarde, enquanto eles partiam nas suas motos indianas eu apanhei boleia de um simpático casal a caminho de uma visita a um forte numa ilha perto mas, depois de uma espera de mais de uma hora por um barco, acabámos por desistir e deixaram-me na paragem de autocarro, de regresso a Vashi.

Com o autocarro "à pinha" e sem lugar sentado pedi para sair em Alibar e voltei ao barco de Mumbai, onde jantei, para depois apanhar um comboio em Victoria Station para Vashi. Cheguei a casa destes novos amigos pelas onze da noite.

Segunda feira foi mais um dia passado na alfandega mas, depois de muita papelada e carimbo, lá conseguimos retirar as motos do contentor ao final do dia. Tinha ficado noite e resolvi voltar a ficar com o pessoal de Vashi que organizaram uma passagem de ano caseira.

No caminho até lá de moto, já de noite, tive a primeira experiencia do que é circular na India com bicicletas e motos em sentido contrário, "rickshaws" a saírem não se sabe bem de onde, vacas no meio da estrada, lombas que não estão assinaladas, apanhamos de tudo um pouco. Até um elefante, em passo de tartaruga, encontrei a circular numa via rápida, à noite e .... sem luzes. O que seria estoirar-me de moto contra um mostro daqueles? Com a atrapalhação até podia dar-lhe para se sentar em cima de mim.