Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ensaio Nissan Juke na neve

VISÃO Motores

  • 333

A oportunidade de conduzir este simpático crossover nas condições mais adversas, na neve, com chuva, aderência reduzida, é o desafio desta semana no VISÃO Motores

MÁSCARA, CAOS E SILÊNCIO - É a primeira sensação e uma espécie de passaporte para uma nova realidade: o momento em que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se confunde com a esperança que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se
1 / 15

MÁSCARA, CAOS E SILÊNCIO - É a primeira sensação e uma espécie de passaporte para uma nova realidade: o momento em que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se confunde com a esperança que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se

moonspell
2 / 15

moonspell

moonspell
3 / 15

moonspell

moonspell
4 / 15

moonspell

moonspell
5 / 15

moonspell

moonspell
6 / 15

moonspell

moonspell
7 / 15

moonspell

moonspell
8 / 15

moonspell

moonspell
9 / 15

moonspell

moonspell
10 / 15

moonspell

MÁSCARA, CAOS E SILÊNCIO - É a primeira sensação e uma espécie de passaporte para uma nova realidade: o momento em que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se confunde com a esperança que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se
11 / 15

MÁSCARA, CAOS E SILÊNCIO - É a primeira sensação e uma espécie de passaporte para uma nova realidade: o momento em que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se confunde com a esperança que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se

moonspell
12 / 15

moonspell

moonspell
13 / 15

moonspell

moonspell
14 / 15

moonspell

moonspell
15 / 15

moonspell

A primeira vez que vi as fotos do Nissan Juke, na Net, fiquei logo cheio de vontade de o experimentar. É carro que não deixa ninguém indiferente. A oportunidade de conduzir este simpático SUV nas condições mais adversas, na neve, com chuva e aderência reduzida, é o desafio que recordamos no VISÃO Motores.

Aterrei em Genebra pronto para uma quatro dias de condução Extreme e Snowboard. Peguei no Juke perto do aeroporto. Fiz os primeiros 100 quilómetros ao volante sozinho até Montreux. As condições atmosféricas eram simplesmente diluvianas, chuva forte, visibilidade praticamente nula. 

Ministério do Som

A versão MOS - Ministry Of Sound - está bem equipada. Todos os modelos estão munidos de jantes específicas de 17 polegadas, espelhos retrovisores exteriores de cor branca, além do logótipo especifico OMS. É uma edição limitada a 75 unidades para a Suíça e 3.000 exemplares para a totalidade do mercado Europeu.   

O interior do Nissan Juke MOS diferencia-se por oferecer ligação para o Ipod/Iphone que funciona como precioso aliado de som. Ao longo dos quatro dias na Suíça alternei entre ouvir as estações de rádio locais, com destaque para a NRJ, e ligar o meu smartphone e escutar a minha própria playlist.

O "irmão" mais novo do Nissan Qashqai é confortável, o único senão é a capacidade de carga reduzida da bagageira que não vai além dos 251 litros. Os lugares traseiros são ideias para transportar duas pessoas. No caso do mercado europeu, a marca japonesa optou por comercializar o Juke MOS com dois motores. O bloco 1.5 diesel de 110 CV e o propulsor 1.6 a gasolina de 190 CV de potência. O Nissan Juke em Portugal está à venda no total com 22 versões distintas. 

Juke na neve

A estância de Loeche-Les-Bains, nos Alpes, é o destino previsto. Estacionei em Leukerbad, no cantão Valais, com cerca de 1.500 habitantes que triplicam durante os meses da temporada de Inverno. 

O Juke revela-se um bom companheiro. A versão que conduzo possui uma caixa automática Xtronic- M-CVT. O comportamento e dinâmica em autoestrada são exemplares. Ao volante a posição de condução é elevada, os estofos em pele contribuem para um conforto pouco habitual neste tipo de veículos. Alguns SUV's denotam alguma tendência para adornar, no caso do Juke a carroçaria compacta e a aerodinâmica tornam as reações do carro muito previsíveis.

O motor 1.6 de quatro cilindros, a gasolina, com 190 CV de potência, permite acelerações vigorosas (8,4 segundos dos 0-100 km/h), nunca perdendo de vista o ponteiro da gasolina. A autonomia acabou por ser uma agradável surpresa, de qualquer forma, nunca consegui baixar dos 7,8 litros de média para percorrer 100 quilómetros. É importante referir que o depósito de combustível deste crossover leva apenas 46 litros.

Na Suíça encontramos muitos radares e poucas portagens. O parque automóvel é Premium. Sou ultrapassado por dois Porsche Panamera, três Mercedes Classe E, BMW Série 5 da última geração, muitos monovolumes, e, muitos carros com "apêndices" aerodinâmicos originais e jantes personalizadas.  

O Nissan Juke MOS está munido do modo All Mode 4X4. Graças a este sistema é possível repartir a tração entre o eixo dianteiro e traseiro - na proporção 50/50 - e entre as duas rodas traseiras. Esta última função denominada TVS "Torque Vectoring System" contribui em muito para evitar situações de subviragem. Na neve a utilização destes sistemas manifestou-se muito eficaz. Em particular a subir estradas de montanha com condições de aderência reduzidas, em particular durante a noite quando as temperaturas baixam para os 5 graus negativos. Consegui ir jantar fora a um restaurante situado no alto da montanha de Leukerbad, numa estrada repleta de gelo, com o sistema All Mode a colaborar. Neste caso, não senti necessidade de colocar as correntes nas rodas. O truque é pisar o acelerador de forma progressiva, evitar trajetórias "agressivas" e movimentos repentinos na direção. A suspensão é firme e eficaz.

O Nissan Juke MOS portou-se bem, regressou a Genebra sem qualquer problema mecânico ou mazela na chapa. A edição Ministry Of Sound munida do motor 1.5 dCi de 110 CV está à venda em Portugal por 27.405 euros. No caso do nosso país, não posso deixar de destacar a edição Kuro Special Edition com o bloco 1.6i Turbo a gasolina e 190 CV que custa 25.956 euros.

O novo Nissan Juke Nismo

A novidade mais recente da Nissan para este modelo é o Juke Nismo. Os engenheiros desenvolveram um novo exterior aerodinâmico, conferindo ao Juke um visual ainda mais eficiente, imponente - jantes de 18 polegadas - e dinâmico. O novo automóvel possui pára-choques dianteiro e traseiro mais baixos, guarda-lamas e saias laterais das embaladeiras mais pronunciadas, uma grelha modificada e um deflector traseiro que controla melhor o fluxo de ar. O novo crossover está disponível com motor com turbo de injecção directa de 1.6 litros que desenvolve 200 CV e um preço a a partir de 28.700 euros (mais 390 euros de pintura metalizada) de PVP recomendado (não inclui despesas de documentação e transporte).