Segundo o jornal argentino Clarín, o bispo Fernando Bargalló apresentou o pedido de renúncia à diocese a que pertence, na sequência do escândalo em que se viu envolvido com a divulgação de imagens que começou por classificar por "ambíguas". Numa primeira reação, o bispo afirmou nem saber de que imagens se tratava, para, depois, explicar que se tratava apenas de "uma amiga de infância".

No entanto, a crescente pressão terá levado Bargalló a optar por admitir o relacionamento amoroso com a mulher e a demitir-se. 

As fotografias foram captadas no México, no início de 2011, e mostram o bispo com María de las Victoria Martínez, empresária de gastronomia.