A equipa inglesa, que sucede ao Atlético de Madrid, alcançou o seu quarto título de uma competição europeia, depois de ter ganhado a Liga dos Campeões em 2012 e a extinta Taça das Taças em 1971 e 1998.

Naquela que foi a nona final europeia do Benfica, que foi sempre derrotado nas últimas oito, Torres inaugurou o marcador para o Chelsea, aos 59 minutos, e Cardozo igualou, aos 68 de grande penalidade, mas Ivanovic, aos 90+3, fez o golo da vitória do Chelsea.