O Benfica foi, esta quinta-feira, eliminado da Liga Europa de futebol, ao perder com o Liverpool, em Inglaterra, por 4-1, em jogo da segunda mão dos quartos de final, depois de ter ganho por 2-1 em Lisboa.

Apesar de uma boa entrada no jogo de Anfield Road, os "encarnados", que não perdiam há 28 encontros e esta época não tinham sofrido mais de dois golos num jogo, foram incapazes de segurar a vantagem do primeiro encontro e chegaram ao intervalo a perder por 2-0.

Na sequência de um canto, aos 27 minutos, o holandês Kuyt, de cabeça, inaugurou o marcador com a complacência do guarda-redes brasileiro Júlio César e a hesitação do árbitro, que começou por anular o golo por indicação do assistente e acabou por validá-lo.

Depois deste golo, o Benfica perdeu o norte e acabou por permitir o segundo golo ao Liverpool, numa boa jogada de contra-ataque, concluída pelo brasileiro Lucas. O resultado permitia sonhar com o perlongamento mas, na segunda parte, novo contra-ataque do Liverpool viria a dar o 3-0, da autoria de Torres.

O Benfica conseguiu reagir, com um golo de livre de Cardozo, mas quando se acreditava que o Benfica conseguiria chegar ao 3-2 que dava a qualificação, foi o Liverpool a fazer o 4-1, outra vez por Torres, que desfez as dúvidas.