É mais um local onde, nos últimos dias de cada mês, se organizam eventos temáticos e se vendem coisas, de tudo um pouco, de acordo com as ocasiões: pode ser lingerie, vestidos, casacos e demais roupa de senhora, botas, botins, sapatos, ténis, carteiras, candeeiros, mesas, velas, tecidos, perfumes, champanhe, azeite biológico, enlatados gourmet. A partir da última quarta-feira de cada mês, o Bazar abre com um tema novo.

E, todos os meses, poucos sabem o que se esconde detrás daquela porta, no n.º 88 da Rua da Bela Vista à Lapa, em Lisboa. Sabe-se apenas que os produtos são giros, têm qualidade e que preços são bons. Muito bons. Há meses em que se encontram vestidos de mil e dois mil euros a 50 ou €100.

Outros em que se vendem botas altas, de cabedal, a €30.

Também lá se conseguem encontrar produtos portugueses que só se vendem "lá fora" como é o caso das sardinhas em lata da "Pinhais e Cia", que exporta 98% da sua mercadoria.

A ideia é original.