"É extraordinário ver a adesão dos portugueses", congratulou-se à agência Lusa a responsável pela operação, Isabel Jonet, presidente da Federação Portuguesa de Bancos Alimentares Contra a Fome.

A campanha decorreu no sábado e domingo, nos supermercados do país, com o objetivo de recolher alimentos essenciais para pessoas carenciadas, nomeadamente farinha, leite, arroz, massa, óleo, azeite e vários tipos de enlatados.