Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Miguel Araújo

Miguel Araújo

MÚSICO

  • Portugal, Portugal

    Julgamo-nos culturalmente superiores aos espanhóis por falar “bem” inglês. Mas o que é que pode ser culturalmente mais forte do que ter a sua própria pronúncia inglesa, como os espanhóis têm?

  • Pequeno conto de Cordel

    O Sr. Germano ia queimando os seus dias, manuseando as suas peças de dominó. A metafísica da arquitetura divina do seu ofício não era a única coisa invisível naquelas peças de dominó. Nessas peças velhas moravam também colónias de bactérias

  • Saco amarelo e bata azul

    A vida real é-me vedada por falta de esperteza e desembaraço e só me resta observar da varanda. Foi por essas e por outras que me agarrei à viola que os meus pais me ofereceram no Natal de 1990 como um náufrago se agarra a uma boia

  • Opinião

    Miguel Araújo

    Coisas

    Grande é um elefante, uma girafa, a muralha da China... Uma molécula, se a perspetiva mudar. Estas questões são o universo todo. Chamar “grande” ao infinito é reduzi-lo infinitamente

  • As minhas opiniões sobre opiniões

    As opiniões atiradas para o espaço público são também poluição. As opiniões arremessadas a esmo nas redes sociais sem que ninguém as tenha pedido são as novas latas de Ovomaltine a sobrecarregar a natureza na berma de uma estrada nacional

  • Fio de Ariadne

    Todos nascemos com um fiozinho de Ariadne agarrado, um frágil cordão de linha que nos prende ao lugar de onde nascemos. À casa, à família, aos lugares da infância

  • Opinião

    Miguel Araújo

    Luton

    Ninguém gosta de aeroportos, são currais desumanos que cospem as pessoas urgentemente de lá para fora, num cordão humano de gente ordeira mas irrequieta, com pressa, a arrastar bagagens de mão

  • Os fabulosos irmãos Sobral

    E eis o que a Luísa e o Salvador fizeram por mim: entraram com tudo. Deram tudo o que tinham, entraram com a vida toda. A Luísa entrou com a melhor música dela. Prestou-se. Eu não me prestaria a isso. Não me prestei. Muito menos no Festival da Canção

  • Ser guitarrista

    Antes de entrar em palco, arrependo-me sempre. Durante os 20 e tal anos seguintes havia de me arrepender um milhão de vezes de alinhar constantemente na ideia insana de ir para um palco com toda a gente a olhar. É um sofrimento com o qual só quem for extremamente acanhado poderá empatizar