Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

  • Diogo Sardinha

    Filósofo residente em França, antigo presidente do Colégio Internacional de Filosofia

  • Tiago Fleming Outeiro

    Professor da Universidade de Goettingen, Alemanha, e CEDOC, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Nova de Lisboa

  • Sara Borges dos Santos

    Quando tinha 7 anos, a minha professora pediu-me para desenhar a Sara adulta e eu rabisquei uma senhora a entrevistar alguém, com microfone e tudo. Não deu para perceber (nada) bem, mas a ideia estava lá. Agora, não sou muito mais adulta mas continuo a gostar do que, já na altura, tentei ilustrar. Das perguntas com resposta, do papel e da caneta, das pessoas e do que elas nos dão. Sou de Chaves, aquela terra bem do norte, a 400 quilómetros da capital. Vale a pena ser transmontana e valeu muito a pena crescer em Lisboa, descobrir(-me) (n)a cidade onde escolhi viver e seguir o meu sonho: ser jornalista e mudar vidas a sê-lo. Chata e rabujenta, faço jus ao provérbio "para lá do marão, mandam os que lá estão".

  • Carmo Lico

    Brigantinas. Ou Bragançanas. É o nome que se dá às pessoas que, como eu, nascem em Bragança, bem no norte interior do país. Carmo Lico. Sendo que sim, "Lico" é mesmo o meu último nome. Não é "Lixo" - como o corretor automático insiste em sugerir - nem "Lino", nem "Liro". É "Lico" mesmo. Estudei Design de Comunicação o tempo suficiente para perceber que, afinal, era a comunicação que me chamava - e não tanto o design. Quando, quatro meses depois de me licenciar em Ciências da Comunicação na Universidade Autónoma de Lisboa, a VISÃO me convidou para fazer parte da equipa, só havia uma resposta: SIM! E enquanto "ambas as duas" quisermos, hei de continuar a dar-lhe, mais do que texto, voz e cara.

  • Catarina Guerreiro

    Vive a mil à hora e anda sempre a ver onde arranjar uma notícia ou uma ideia de reportagem. Depois de se licenciar em Relações Internacionais ainda esteve em Paris, numa organização internacional, e, já em Portugal, deu aulas de sistemas políticos comparados na Universidade Lusófona. Mas, quando entrou pela primeira vez numa redação, na época A Capital, rendeu-se ao jornalismo e percebeu que era o que queria fazer para o resto da vida. Passou por diários, como o Correio da Manhã, 24 Horas e DN, esteve no semanário Sol e, como freelancer, colaborou com o Expresso, Sábado, Público e Notícias Magazine. Escreveu o livro "O Fim dos Segredos", sobre a maçonaria e o Opus Dei.

  • Mário Tavares da Silva

    Auditor-Chefe em instituição superior de controlo. Doutorando em Direito - Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Mestre em Direito - Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Licenciado em Direito - Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Associado. Associado do Observatório de Economia e Gestão de Fraude. O OBEGEF é uma associação, sem fins lucrativos, para a aquisição de novos saberes sobre a fraude e a corrupção, contribuindo, pela formação e informação, para a sua deteção e prevenção

  • Ricardo Passos

    Responsável de Sistemas de Informação. Licenciado e Mestre em Engenharia Electrotécnica e de Computadores pelo IST. Sócio do OBEGEF desde 2009. O OBEGEF é uma associação, sem fins lucrativos, para a aquisição de novos saberes sobre a fraude e a corrupção, contribuindo, pela formação e informação, para a sua deteção e prevenção.

  • Catarina Marcelino

    Nasceu no Montijo. Licenciou-se em Antropologia pelo ISCTE. Construiu o seu percurso de ativismo cívico e político através de experiências de voluntariado na AMI, Comunidade Vida e Paz, na Liga Portuguesa Contra a Sida e como dirigente das Mulheres Socialistas. Trabalhou em Câmaras Municipais, foi Adjunta do Secretário de Estado da Segurança Social e Presidente da CITE. Foi Secretária de Estado para a Cidadania e para a Igualdade e é Deputada à Assembleia da República pelo Partido Socialista.

  • João Pita Costa

    <strong>LJUBLJANA, ESLOVÉNIA</strong> - Doutorado em Matemática e editor da revista bilingue luso-eslovena Sardinha (www.sardinha.tv). Vive na capital eslovena desde 2007 e há vários anos que organiza eventos para promoção da língua e cultura Portuguesa. Chegou a Ljubljana há 10 anos para estudar e explorar os surpreendentes pontos de encontro entre as duas culturas. Trabalha em tecnologia, mas já esteve à frente da galeria de arte Tukadmunga, de um popular duo de música eletrónica, e ao mesmo tempo é marido e pai de um luso-esloveno que representa uma nova identidade na nossa Diáspora.

  • Fernando Esteves

    Nasci em Lisboa, tenho 45 anos e um filho. Jornalista há 22 anos, trabalhei no Euronotícias, n’O Independente e na revista Sábado, onde fui editor de Política durante 12 anos. Dei aulas de jornalismo em várias universidades (até me cansar), apresentei o mais monumental fiasco da história da televisão universal (não vou revelar qual) e escrevi três livros: “O Todo-Poderoso”, uma biografia de Jorge Coelho, “Cercado”, sobre os maiores casos em que o ex-Primeiro-Ministro se viu envolvido, e “A Sangue Frio”, também sobre José Sócrates, mas exclusivamente dedicado aos bastidores da “Operação Marquês”. E é isto. Poucochinho, eu sei.

  • Inês Serra Lopes

    Licenciada em Direito pela Universidade Católica, foi jornalista durante mais de 20 anos. Foi editora de política nacional da TVI e dirigiu o jornal 'O Independente' e o 'Semanário Económico'. É advogada e sócia da CODE Advogados - Sociedade de Profissionais, Lda.

  • José Pedro Mozos

    Nasci em Lisboa. O meu apelido, esse, é espanhol. Tal como a minha segunda nacionalidade. E metade de mim. Acredito que não há nada como uma boa história. Sobretudo se for bem contada. Talvez tenha sido isso que me levou a entrar para o jornalismo. Licenciei-me em 2015 pela Escola Superior de Comunicação Social. Depois de saltitar por várias redações enquanto estagiário, acabei por assentar na SIC Notícias. Mas não por muito tempo. Estive por lá durante pouco mais de um ano antes de me lançar a um novo desafio em julho de 2017: a VISÃO. É a fazer jornalismo que sou feliz. E é por aqui que vou continuar.

  • Carmo Machado

    Carmo Miranda Machado é formadora profissional na área comportamental e professora de Português no ensino público há vinte e sete anos, tendo trabalhado com alunos do 7º ao 12º anos de escolaridade. Possui um Mestrado em Ciências da Educação (Orientação das Aprendizagens) pela Universidade Católica Portuguesa e tem como formação base uma Licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas pela Universidade Nova de Lisboa. Tem dedicado a sua vida às suas três grandes paixões: o ensino, a escrita e as viagens pelo mundo. Colabora na Revista Mais Alentejo desde Fevereiro de 2010 como autora da crónica Ruas do Mundo, tendo ganho o Prémio Mais Literatura atribuído por esta revista nesse mesmo ano. Publicou até ao momento, os seguintes títulos pela editora Colibri: Entre Dois Mundos, Entre Duas Línguas (2007); Eu Mulher de Mim (2009); O Homem das Violetas Roxas (2011) e Rios de Paixão (2015).

  • Teresa Temudo

    Pediatra e Neuropediatra no Centro Hospitalar do Porto. Doutorada em Ciências médicas. Professora de Pediatria no curso de medicina do ICBAS. Investigadora em doenças de movimento na criança e perturbações do espectro do autismo.

  • José Rentes Carvalho

    Autor de coleção Retratos da Fundação, Trás-os-Montes, o Nordeste, Escreve segundo a ortografia antiga

  • Eduardo Bastos

    Licenciado em Medicina Dentária, tem várias Pós-graduações em áreas especificas como Cirurgia Avançada de Implantes e Tecidos Moles, Implantologia e Estética Dentária. Sempre muito dedicado à vertente da implantologia e cirurgia oral, participou em várias palestras nesse âmbito. A sua experiência profissional incide na Reabilitação Oral integral, com forte componente estética. Participou em alguns programas de televisão dedicados à saúde oral e estética dentária e é muitas vezes convidado para rubricas de informação de medicina dentária. Sempre projectou ter o seu próprio espaço, com um ambiente que correspondesse às suas paixões e uma prática clínica sempre avançada/ atualizada, proporcionando um cuidado de excelência como sempre o fez. Foi em 2016 que deu estrutura ao seu sonho com a Clinica Mint em Lisboa.

  • Inês Margarida Martins

    Inês Margarida Martins é licenciada em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e atualmente exerce funções de publicista e assessora de imprensa. Apaixonada por moda e beleza, foi editora e produtora de moda na revista Cosmopolitan, onde trabalhou durante quatro anos. Entre os seus trabalhos de styling, contam-se mais de uma dezena de capas nacionais e quase duas dezenas de editoriais de moda, além de quatro especiais de moda num total de mais de 200 páginas. Internacionalmente, viu por duas vezes produções assinadas por si em publicações em Espanha e no Vietnam. Aos 28 anos, acredita que o melhor está sempre por vir – e que está tudo na atitude!