Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Estudo diz que ter rabo grande é sinal de boa saúde

Estudo do Dia

TIMOTHY A. CLARY / GettyImages

Ter gordura gluteofemural, que é como quem diz, ter um rabo grande, é, segundo um estudo de Oxford, importante para a saúde metabólica e cardiovascular

Queixou-se durante anos por ter um rabo demasiado grande? Deixe-se disso. Para além de haver quem goste, ter um rabo assim pode ser importante e, até, determinante para ter um bom estado de saúde.

De acordo com um estudo da Universidade de Oxford, publicado no International Journal of Obesity, ter gordura nessa zona do corpo é um fator determinante para a saúde metabólica e cardiovascular.

Através da recolha e análise de várias investigações que se debruçaram sobre os as propriedades protetoras da gordura corporal gluteofemural, o Professor Konstantinos Manolopoulos e a sua equipa conseguiram perceber que o tecido adiposo próprio do rabo tem características específicas que se associam a um menor risco metabólico e cardiovascular.

Isto acontece por causa da regulação diferencial da libertação e absorção de ácidos gordos do corpo ao nível das células adiposas. Essa regulação resulta no armazenamento de ácidos gordos a longo prazo e na proteção contra a acumulação de gordura ectópica.

Para além disso, de dia para dia, o tecido adiposo próprio do rabo parece ser mais passivo do que o armazenamento de gordura da zona abdominal e é capaz de transmitir o seu poder protetor ao resto do corpo.