Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

António Capucho apoia candidatura independente de Marco Almeida

Atualidade

  • 333

António Capucho, ex-presidente da Câmara de Cascais

Marcos Borga

Para baralhar mais as contas em Sintra, o ex-presidente da Câmara de Cascais vai estar presente no jantar de mobilização e apoio ao candidato independente que é militante do PSD, mas que concorre contra o próprio partido

A pouco mais de sete meses das eleições autárquicas, o xadrez eleitoral em Sintra continua a adensar-se. O atual vice-presidente da Câmara, Marco Almeida, militante do PSD, avançou com a sua candidatura sem o apoio do partido (que vai ter como candidato o deputado Pedro Pinto). Mas muitos têm sido os sociais-democratas a pôr-se ao seu lado - desde logo o presidente da Junta de Freguesia de Massamá, seu mandatário.

Agora, é o ex-presidente da Câmara de Cascais, António Capucho, que se aproxima da sua candidatura. Amanhã, dia 1 de março, o antigo Conselheiro de Estado vai marcar presença num mega-jantar de mobilização que juntará 800 pessoas e que se realiza no Salão de Festas da Terrugem, local onde o atual presidente em fim de mandato, Fernando Seara, encerrou a sua campanha eleitoral em 2009.

"Confirmo que vou ao evento, a convite de Marco Almeida", disse António Capucho à VISÃO. "Em primeiro lugar porque tenho muita estima e amizade por ele e em segundo lugar porque creio que é uma candidatura que merece a minha simpatia".

Capucho recorda que Marco Almeida foi o nome aprovado pelas estruturas locais do partido. "A candidatura dele é a que a concelhia do PSD de Sintra apoia. Não conheço nenhum argumento para não ser ele o candidato do partido".

O ex-autarca chegou a ser sondado pelo PSD para concorrer à Câmara de Sintra, mas quando percebeu que Marco Almeida não pretendia recuar na intenção de se candidatar, recusou avançar. "Em Sintra, jamais iria contra ele", explica à VISÃO.