Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

5 razões para comer pistácios

Atualidade

  • 333

© Caren Firouz / Reuters

Para quem tem muita fome entre as refeições, muitas vezes é difícil encontrar um snack que reúne três condições difíceis: ser saudável, saboroso e saciante. Nestes casos, a solução pode bem ser o pistácio, que tem uma série de benefícios inesperados

1. Manutenção do peso

Se os pistácios forem ingeridos moderadamente, dentro de uma dieta saudável e equilibrada, podem ser benéficos para o controlo do peso corporal e para a redução do risco de obesidade. Assim mostra o estudo de Mónico Bulló, investigadora da Universidade de Rovira i Virgili, que analisou uma série de outros estudos acerca do efeito dos pistácios.

Os resultados das diferentes investigações mostraram que houve uma diminuição do índice de massa corporal e do tamanho da cintura de quem consumia pistácios e revelaram, para além disso, que, por ser um fruto seco, o pistácio pode ajudar a suprimir a sensação de fome, inibindo, assim, que se coma mais do que é preciso.

2. Controlo da diabetes

A mesma investigadora, mas num outro estudo, conseguiu também provar que os pistácios podem reduzir a incidência de diabetes tipo 2. "Já vários estudos científicos mostraram o efeito benéfico dos frutos secos na saúde cardiovascular, mas estes produtos, especialmente os pistácios, pela sua composição nutricional diferencial, podem exercer um efeito benéfico também na prevenção e no tratamento da diabetes", referiu Mónico Bulló.

Num ensaio clínico, onde participaram 54 pessoas, a investigadora e os colegas detetaram uma diminuição clara dos níveis de glicose no sangue, bem como a melhoria nos níveis de resistência à insulina, um indicador de pré-diabetes, perante o consumo de pistácios.

3. Bomba nutritiva

Uma dose de pistácios (cerca de 30 gramas, 49 frutos) corresponde a cerca de 11 e 10 por cento das doses de proteína e fibra, respetivamente, recomendadas para um adulto. Além disso, são alimentos ricos em vitamina B1, B6, E e K, são uma fonte de riboflavina e ácido fólico e contêm, entre outros, potássio, cobre, magnésio, ferro, zinco e selénio.

4. Melhora a saúde sexual masculina

A introdução de pistácios na dieta pode melhorar a função erétil e o perfil lipídico de pessoas com disfunção erétil. Estes resultados foram publicados no International Journal of Impotence Research, num estudo que analisou os efeitos do consumo de 100 gramas de pistácios por dia, durante três semanas. No final, os participantes apresentaram melhorias significativas no funcionamento erétil e conseguiram ainda diminuir os níveis de colesterol e de triglicerídeos.

5. Reduzem o stress

Uma dieta equilibrada que contemple a ingestão de pistácios ajuda a diminuir a pressão arterial sistólica, a resistência vascular periférica e a frequência cardíaca durante períodos de stress. Estes efeitos foram verificados num estudo realizado por investigadores da Universidade do Estado da Pensilvânia, que salientam o potássio e o magnésio como os dois componentes essenciais do pistácio, que o tornam este alimento com um poder de controlo tão poderoso.