Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Vigo exige “desculpas” a Rui Moreira

Atualidade

Lucília Monteiro

Alcalde da cidade galega considera “intoleráveis” e “insultuosas” as palavras do congénere do Porto à VISÃO e garante que não participará em fóruns onde esteja o autarca da Invicta até que este se retrate.

A cidade de Vigo, a pouco mais de uma hora do Porto, está à beira de um ataque de nervos. Tudo por causa das passagens da entrevista de Rui Moreira à VISÃO sobre a abertura de uma rota aérea da TAP entre Lisboa e aquela cidade. “Estou indignado com as declarações do presidente da Câmara do Porto”, afirmou hoje Abel Caballero aos jornalistas galegos depois de conhecer as referências do autarca da Invicta à sua cidade.

Na entrevista publicada esta quinta-feira, Moreira classificou de “miserável” o Aeroporto de Vigo (Peinador), assumiu ter tentado dividir os galegos em defesa do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, fazendo pontes com a Corunha em detrimento de Vigo. Irónico, ainda perguntou se o pacote Bom Dia Lisboa que a TAP vai criar para promover a ligação Lisboa-Vigo a partir de julho incluía “companhia” para os passageiros. Em resposta, o socialista Caballero considerou que Moreira “insultou” a cidade galega e os seus habitantes de uma forma “intolerável”, fazendo uso de expressões “impróprias de qualquer pessoa, mas muito mais impróprias de um autarca”, classificando-as de “detestáveis”.

Mas o alcalde galego não fica por aí. Garantindo não confundir os responsáveis políticos com os habitantes das duas cidades, dada a “amizade” e “os laços fraternais” que unem Porto e Vigo, desafiou: “Exijo ao presidente da Câmara do Porto que retifique essas declarações e peça desculpa a esta cidade. Que peça desculpa por um insulto gravíssimo como não ouvi de nenhum outro responsável político em toda a minha vida política. Nunca ouvi ninguém insultar outro território desta forma”, assegurou aos jornalistas, palavras que estão a ser difundidas, com indignação à mistura, pela generalidade da Imprensa galega. Até lá, garante Caballero, “não vamos sentar-nos em qualquer fórum em que esteja o autarca do Porto até que este se retrate e peça desculpas” e isso incluiu, desde já, as reuniões do Eixo Atlântico, prometeu.

"Gravíssimo e intolerável"

Caballero assume que não vai tolerar mais palavras do género. Até porque, alega, “uma coisa é defender a sua cidade e denunciar coisas que se façam contra a sua cidade. Outra é insultar. E este é um assunto gravíssimo e intolerável”, reafirmou. O presidente do município de Vigo exige ainda igualdade de oportunidades e uma concorrência saudável entre cidades dos dois lados da fronteira, mas não esquece que o Aeroporto Francisco Sá Carneiro “funciona com ajudas que estou a denunciar. E quando há igualdade de condições vejam como o aeroporto de Vigo dispara”, desafiou. Contactado pela VISÃO, fonte oficial do gabinete de Rui Moreira disse que, “de momento, não haverá lugar a quaisquer declarações sobre o assunto”.

A polémica não é de hoje. Há poucas semanas, Caballero desafiou a União Europeia a tomar uma posição sobre as pressões de Rui Moreira para que a TAP voltasse atrás na abertura da linha Vigo-Lisboa, considerando-as de uma gravidade extrema” por alegadamente tentar condicionar o mercado. “Até pode chamar a PIDE”, reagiu então o presidente da Câmara do Porto.