Patricia Lefranc testemunhou esta segunda-feira contra o homem que lhe deformou a cara por completo, ao atacá-la com ácido sulfúrico. "Ele fez de mim um monstro", afirmou a belga, que já fez 86 operações após o que ela descreve como uma tentativa de homicídio, segundo o "Daily Mail".

É isso que os advogados estão a tentar provar, no julgamento de Richard Remes, que ele não queria apenas ferir a amante, quando a atacou em dezembro de 2009. Remes já era casado na altura e tinha um caso com Lefranc. O ataque aconteceu quando a amante pôs fim ao relacionamento.

Lefranc estava a sair do carro, quando o homem lhe atirou ácido sulfúrico para a face e busto. A mulher foi socorrida por vizinhos e levada para o hospital, onde ficou em coma durante três meses.

"Perdi a visão do olho esquerdo e a audição num dos ouvidos. O meu dedo anelar direito foi amputado. Por volta da oitava cirurgia, eu parei de contar", afirmou.

A defesa de Remes alega que ele não tinha noção do efeito devastador do ácido. Patricia Lefranc tem um filho, e entre os danos causados pelo ataque, refere que os amigos do filho fazem piadas sobre o seu aspeto.

"As pessoas ficam a olhar para mim na rua. Pior,  sou usada como exemplo do que pode acontecer a uma mulher que ponha fim a um relacionamento", disse.