Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

REDUÇÃO DAS P+ENSÕES DE REFORMA

Fórum

  • 333
Exmo Senhor Director Pedro Camacho Li atentamente o seu artigo de opinião publicado na revista VISÃO acima referida tal como o faço semanalmente ao longo de vários anos. Sou leitor desta revista desde o Nº 1 (Já lia todas as semanas o "JORNAL".Já fui assinante durante vários anos. Deixei de o ser porque fui mal tratado pela distribuidora da revista. Desta vez parece-me que também vou deixar de ler a revista VISÃO, por muito que mecuste. O senhor demonstra neste artigo que desconhece em absoluto a realidade deste País ou, no mínimo, não está interessado em divulga-lo. Sou oficial do exército na situação de reforma. Sei o que motivou a morte de Amaro da Costa e Sá Carneiro Mas os meus conhecimentos não se limitam a essa área: - Fiz parte da equipa que informatizou a Segurança. Tive acesso a dados que me permitiram saber das razões que motivaram a subida em flecha das contribuições que lhe eram devidas e a zona do País onde essa subida foi escandalosa. - Coordenei uma equipa que desenvolveu uma aplicação para um banco português que geria depósitos que, no inicio da década de 90, fugiam ao controlo do Banco de Portugal - Coordenei uma equipa que implementou o controlo informático de pagamentos de IRS e IRC. Tive acesso aos cerca de 18.400 contribuintes que deviam impostos no primeiro processamento efetuado. - Coordenei a equipa que desenvolveu a aplicação informática que geria a contabilidade do IVA na Direção Geral de Impostos. -Coordenei a equipa que desenvolveu a aplicação informática que contabilizava a cobrança de impostos efetuada em todas as tesourarias das Finanças. Face ao exposto, posso afirmar, com uma certeza indiscutível, que, se todos os impostos e contribuições calculados tivessem sido pagos, este País não devia nada a ninguém e ainda teríamos dinheiro suficiente para viver alguns anos sem fazer nada. Quem vai pagar tudo isto, ainda por cima com o seu pleno acordo: OS REFORMADOS. Tenho 70 anos e, ao longo de toda a minha vida, todos os meses me sobrou dinheiro. Se, por acaso, pretender trocar comigo alguns impressões sobre estes assuntos estarei disponível através do telefone 91 931 61 40 Com os melhores cumprimentosSebastião Afonso Ribeiro GoulãoAv. Gen Humberto Delgado, 5 - 12º A2745-281 QUELUZBI nº 00525488