Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Celebremos o aniversário do nascimento de Franz Kafka

Fórum

  • 333

Hoje, dia 03 de Julho de 2013, celebram-se os 130 anos do nascimento de Franz Kafka.É data que merece, por quem o entender fazer, celebração.Alguns membros do Governo português resolveram iniciar as celebrações mais cedo.

Tendo o mote sido dado pelo ex-ministro das finanças, Vítor Gaspar, que se demitiu divulgando publicamente a sua carta demissão, as celebrações kafkianas reluziram em todo o seu esplendor no dia de ontem, com Paulo Portas a demitir-se divulgando, também publicamente, uma missiva de decisão. Aliás, fazendo um aparte, parece-me que a carta como meio de comunicação está muito na moda e, dentro de algum tempo, alguém poderá publicar a colectânea de cartas que têm sido produzidas e circulado neste nosso período histórico recente, o que trará, estou em crer, momentos de delicado deleite humorístico a muitos leitores.Mas voltando às celebrações do nascimento de Kafka, promovidas pelas nossas instâncias políticas e governativas, continuemos. Tivemos, de seguida, uma tomada de posse de membros do governo num momento em que o país já sabia da crise instalada, no seio da coligação que suporta o mesmo governo, em que tivemos a sensação de estar a ver personagens de opereta, de espectáculo de títeres ou algo semelhante. Uma das imagens que me veio à cabeça foi a do desfile dos fantasmas pelos salões de Hogwarts e uma das entidades presentes só me recordava o Nick Quase Sem Cabeça.Tivemos, no entretanto, uma declaração de Cavaco Silva completamente desfasada da realidade.Tudo isto culminou com uma intervenção ao país, feita por Pedro Passos Coelho, que parecia um monólogo de teatro do absurdo.E lançando um olhar sobre os meios frequentados pelos personagens políticos próximos ou apoiantes dos Partidos da coligação que víamos?  Algo que nos fez recordar a acção das formigas quando o seu formigueiro é perturbado, desorientação, manifesto não saber o que fazer, tentativas desesperadas de restabelecer a sua normalidade.Enfim, no dia de ontem tivemos espectáculos vários, ricos em drama, em comédia, em farsa, em burlesco...Não sei se existe uma fundação Franz Kafka, mas, a existir, devia agraciar este grupo de políticos com uma menção honrosa. Estou convencida que nunca um aniversário do escritor foi celebrado, com tanto empenho, por um governo nacional de um qualquer país.