Esta campanha conta com o apoio dos jogadores da Liga de Futebol, que vão passar a envergar nos jogos uma camisola com o endereço eletrónico do portal de doações online (www.alimentestaideia.net ), disse à Lusa a presidente da Federação Portuguesa de Bens Alimentares, Isabel Jonet.

Na última campanha online, que decorreu de 24 de maio a 03 de junho, o Banco Alimentar recolher 72,5 toneladas de alimentos, num valor global de 77.440 euros.

Isabel Jonet espera ultrapassar estes valores: "Temos a convicção de que os pobres vivem tempos mais difíceis e decidimos diversificar as fontes de receitas para aumentar os donativos".

O Banco Alimentar vai realizar três campanhas: A campanha online, que se estende até 09 de dezembro, a tradicional recolha de alimentos nos supermercados nos dias 01 e 02 de dezembro e a "Ajuda vale", que decorrerá entre 01 e 09 de dezembro nos supermercados, onde as pessoas podem comprar vales de cinco produtos selecionados.

No portal de doações online, os internautas podem comprar seis produtos (azeite, óleo, salsichas, atum, leite e açúcar) que serão depois doados a quem necessita.

A última campanha online contou com a adesão de perto 2.500 internautas com doações registadas e pagas, tendo sido a média do donativo de 31,26 euros, com o leite a ser o bem mais oferecido pelos internautas, seguido do azeite e açúcar.