A apatia dos britânicos The Stone Roses contrastou na sexta-feira com o ritmo contagiante do concerto dos portugueses Buraka Som Sistema, no primeiro dia do festival Optimus Alive, que decorre até domingo no Passeio Marítimo de Algés.

À volta da banda de Ian Brown, John Squire, Mani e Reni, havia alguma expetativa, uma vez que regressou este ano aos palcos depois de 16 anos de separação. No entanto, a receção não foi calorosa e a banda limitou-se a desfilar o repertório dos dois únicos álbuns editados, nos anos 1990, deixando para o fim os temas mais conhecidos.

O vocalista Ian Brown, quase sempre parco em palavras, terminava todas as canções dizendo "obrigado, fuck you".

Melhor estiveram os Snow Patrol, que atuaram antes no palco principal, e sobretudo os Buraka Son Sistema, que atuaram no palco secundário, onde atuaram também os LMFAO, a banda mais procurada pelo público mais jovem.

The Cure cabeças de cartaz

O regresso dos britânicos The Cure marca hoje o segundo dia do festival Optimus Alive, que decorre até domingo no Passeio Marítimo de Algés, e onde deveriam atuar também os Florence + The Machine, substituídos pelos Morcheeba.

Em mais de trinta anos de carreira, o grupo vendeu cerca de trinta milhões de discos, e é considerado a mais bem sucedida banda de rock alternativo, mas da formação inicial já só resta o carismático vocalista Robert Smith.

O último álbum de originais da banda, "4:13 Dream", data de 2008.