"Re-civilize yourself" (qualquer coisa como "reciviliza-te") é o slogan da mais recente campanha publicitária da Nivea, acompanhada da imagem de um homem, vestido e penteado com aprumo, a largar uma máscara de uma cabeça bem mais descuidada, simbolizando o seu "eu" antes de usar Nivea. Só que em causa está um modelo de raça negra e a cabeça "deitada fora" exibe uma grande cabeleira "afro".

Claro que as acusações de racismo não se fizeram esperar, não tanto pela imagem como pelo slogan,  já que o termo "incivilizado", notam os media norte-americanos, a propósito desta polémica, tem conotação histórica com os afro-americanos e, de forma mais abrangente, com todos os que não são oriundos do "primeiro mundo".

A onda de indignação, que começou no Twitter, levou a Nivea a emitir um pedido de desculpa e a cancelar a campanha. "Este anúncio é inapropriado e ofensivo. Nunca foi nossa intenção ofender ninguém e portanto lamentamos muito. Este anúncio não voltará a ser publicaco", garantie também a marca no Facebook.