Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Uma casa no parque

Lazer

  • 333

Eco houses nascem no coração de Pedras Salgadas

Madama Butterfly - O magnífico guarda-roupa foi adquirido pelo teatro em 1976, no Japão.
1 / 9

Madama Butterfly - O magnífico guarda-roupa foi adquirido pelo teatro em 1976, no Japão.

Madama Butterfly - O magnífico guarda-roupa foi adquirido pelo teatro em 1976, no Japão.
2 / 9

Madama Butterfly - O magnífico guarda-roupa foi adquirido pelo teatro em 1976, no Japão.

Tomás Alcaide - Para além da voz magnífica, o tenor português ficou conhecido pela qualidade dos fatos que usava em cena e que ele próprio comprava. Nesta foto, a sua caixa de maquilhagem, pertença do Museu do Traje.
3 / 9

Tomás Alcaide - Para além da voz magnífica, o tenor português ficou conhecido pela qualidade dos fatos que usava em cena e que ele próprio comprava. Nesta foto, a sua caixa de maquilhagem, pertença do Museu do Traje.

Trabalho minucioso - Detalhe do traje de cena Lohengrin.
4 / 9

Trabalho minucioso - Detalhe do traje de cena Lohengrin.

Silhuetas - projecto de instalção e vídeo da autoria de artistas da Faculdade de Belas Artes de Lisboa.
5 / 9

Silhuetas - projecto de instalção e vídeo da autoria de artistas da Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

Silhuetas - projecto de instalção e vídeo da autoria de artistas da Faculdade de Belas Artes de Lisboa.
6 / 9

Silhuetas - projecto de instalção e vídeo da autoria de artistas da Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

Aïda, de Verdi - Adereços de cena.
7 / 9

Aïda, de Verdi - Adereços de cena.

Traje de cena Lohengrin - Usado pelo tenor António de Andrade.
8 / 9

Traje de cena Lohengrin - Usado pelo tenor António de Andrade.

Vestido de Concerto - Usado pelo coro de senhoras do TNSC, executado em 1965 aquando da digressão aos festivais de Oviedo.
9 / 9

Vestido de Concerto - Usado pelo coro de senhoras do TNSC, executado em 1965 aquando da digressão aos festivais de Oviedo.

A camuflagem é quase perfeita. Sete casas modulares, revestidas a madeira e ardósia, encaixam-se no perfil natural do terreno, por entre as árvores centenárias do parque de Pedras Salgadas.

O projeto, do arquiteto Luís Rebelo de Andrade construído pela empresa portuense Modular System respeita e estimula a comunhão com a natureza, obedecendo a uma série de preocupações ecológicas, na construção e nos consumos. Uma opção mais sustentável da Unicer, proprietária do equipamento hoteleiro, depois do abandono do projeto de um hotel de 120 quartos.

Cada casa tem cerca de 60 m2 e uma capacidade máxima para seis pessoas, distribuídas por um quarto, uma área com duas camas e um sofá cama. Com sala e kitchenette, as Eco Houses permitem a autonomia de um lar. Luminoso, moderno e confortável, com um deck exterior muito tentador, a convidar à contemplação.

Os hóspedes têm acesso a todos os serviços e infraestruturas disponíveis no Pedras Salgadas Spa & Nature Park, nomeadamente o spa termal recuperado por Siza Vieira, o parque de 20 hectares, a piscina exterior e o minigolfe.

As atividades ligadas ao turismo da natureza encontram aqui um cenário privilegiado, com a ciclovia que liga Pedras Salgadas a Vila Pouca de Aguiar e alguns circuitos btt a convidar a um passeio.

ECO HOUSES DO PEDRAS SALGADAS SPA & NATURE PARK Parque de Pedras Salgadas, Bornes de Aguiar T. 259 437 140 Preços: ¤120 a ¤200, sem pequeno-almoço www.pedrassalgadaspark.com