Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Certificação de biocombustíveis põe em risco pequenos produtores

Energia

  • 333

Plantações de jatropha para produção de biocombustível, em Chimoio e Buzi, em Moçambique.

Luís Barra

A agência das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) defende que os processos de certificação podem excluir os pequenos produtores, já que foram desenhados para as grandes empresas

A agência das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) alertou hoje que os sistemas de certificação dos biocombustíveis podem tornar-se barreiras comerciais, colocando em risco de exclusão os pequenos agricultores dos países em desenvolvimento.

Num relatório sobre a sustentabilidade dos biocombustíveis, hoje divulgado, a FAO conclui que os esquemas de certificação atuais podem estar a excluir os pequenos agricultores, já que são concebidos para a agro-indústria de grande escala.

"A maior parte das certificações requer sistemas de informação caros, complexos e intensivos, assim como capacidades de gestão que são facilmente absorvidas pelos agro-negócios de grande escala, mas muitas vezes fora do alcance dos pequenos produtores", pode ler-se no relatório.