Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mergulhadora em apneia alcança novos recordes e alerta para aquecimento global

Clima

A nadadora e mergulhadora francesa Aurore Asso, de 36 anos

Reuters

Aurore Asso alcançou dois novos recordes mundiais femininos em natação e mergulho sob o gelo na Gronelândia

A nadadora e mergulhadora francesa Aurore Asso, de 36 anos, alcançou, na quarta-feira e no domingo, dois novos recordes mundiais femininos em natação e mergulho sob o gelo na Gronelândia, para alertar para os efeitos do aquecimento global.

Aurore Asso, uma engenheira agrónoma de Nice, membro da seleção francesa de apneia e já campeã em França naquela modalidade, percorreu na quarta-feira 112 metros em apneia dinâmica (natação horizontal) sob o gelo da Gronelândia em 1,47 minutos, batendo o recorde anterior, de 110 metros, que pertencia à turca Sahica Erkumen e fora conquistado em 2011 num lago gelado da Áustria.

No domingo, Aurore gastou 2,7 minutos a atingir a profundidade de 57 metros em "peso constante" (mergulho à força de braços e pernas sem tocar no cabo de guia), distância vertical para o abismo sob o gelo que nunca fora alcançada por uma mulher.