Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Eu durmo onde me apetece

Cidade Perfeita

  • 333

Abrigos portáteis feitos de cortiça para minimizar a indigência

Depois de montado, o módulo S, do tamanho de um carrinho de bebé, dá para um adulto cozinhar de pé, sentado ou deitado. No M, um pouco maior, como um carrinho de supermercado, já há espaço para dois adultos dormirem, trabalharem, cozinharem e tomarem banho.

Os abrigos portáteis, pensados para dar casa aos mendigos, são o projeto desenvolvido por Sandra Marques de Oliveira, 33 anos, e Catarina Filipe, 34, duas amigas de Cascais. Cidade COM Abrigo tem uma forte vocação social e humanitária: pôr fim às mantas e aos cartões velhos dos sem-abrigo que dormem em bancos de jardim ou nas arcadas dos prédios.

Enquanto os módulos S e M podem funcionar, também, como suportes publicitários amovíveis, uma das formas de financiamento, o L, mais pequeno do que uma roulotte, serve para os cuidados básicos de higiene pessoal e saúde, além de zona de alimentação; o maior de todos, o XL, pode funcionar como um espaço comum de apoio à comunidade indigente.

Além de serem fáceis de montar e de transportar, a cortiça de que são feitos é outra das suas mais-valias. Material orgânico e biodegradável, a cortiça tem características térmicas que permitem que cada "casa" seja autossuficiente em termos energéticos, com painéis solares e depósito de água potável.