Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alimentos transgénicos que (provavelmente) consome sem saber

  • 333

Em milho geneticamente modificado já certamente ouviu falar. Assim como nos seus alegados perigos. Mas há mais alimentos transgénicos à sua mesa do que supõe

Aspartame - É um adoçante muito utilizado para substituir o açúcar. É um composto químico artifical, feito em laboratório, através da manipulação de vários compostos e tem a seguinte designação L-alfa-aspartil-L-fenilalanina-metil éster ou E951. Pode ser encontrado em milhares de produtos que consumimos diariamente, como refrigerantes, guloseimas, iogurtes, chocolates.
1 / 7

Aspartame - É um adoçante muito utilizado para substituir o açúcar. É um composto químico artifical, feito em laboratório, através da manipulação de vários compostos e tem a seguinte designação L-alfa-aspartil-L-fenilalanina-metil éster ou E951. Pode ser encontrado em milhares de produtos que consumimos diariamente, como refrigerantes, guloseimas, iogurtes, chocolates.

Óleos refinados - Estão em quase todos os alimentos que contêm gorduras vegetais. De soja, colza, milho, palma, girassol, amendoim, entre outros, são normalmente misturados em óleos alimentares, azeites (salvo a indicação virgem extra) e em comida processada, a menos que sejam produtos biológicos ou indicarem ser livres de organismos geneticamente modificados.
2 / 7

Óleos refinados - Estão em quase todos os alimentos que contêm gorduras vegetais. De soja, colza, milho, palma, girassol, amendoim, entre outros, são normalmente misturados em óleos alimentares, azeites (salvo a indicação virgem extra) e em comida processada, a menos que sejam produtos biológicos ou indicarem ser livres de organismos geneticamente modificados.

Amido de milho, xarope de milho - Extraídos do milho (grande parte de todo este grão produzido no mundo é geneticamente modificado) estão presentes em quase toda a comida processada que consuminos: massas, bolachas, cereais, biscoitos, barras energéticas, comida pré-congelada (do bacalhau com natas à lasanha ou sopas), bebidas, àguas aromatizadas, etc.
3 / 7

Amido de milho, xarope de milho - Extraídos do milho (grande parte de todo este grão produzido no mundo é geneticamente modificado) estão presentes em quase toda a comida processada que consuminos: massas, bolachas, cereais, biscoitos, barras energéticas, comida pré-congelada (do bacalhau com natas à lasanha ou sopas), bebidas, àguas aromatizadas, etc.

Margarina - Utiliza gorduras vegetais (de soja, colza, milho, palma, girassol, amendoim) purificadas e hidrogenadas extraídas de plantas transgénicas.
4 / 7

Margarina - Utiliza gorduras vegetais (de soja, colza, milho, palma, girassol, amendoim) purificadas e hidrogenadas extraídas de plantas transgénicas.

Leite de vaca - A somatropina bovina (BST) é uma forma geneticamente modificada da hormona de crescimento bovino que provoca um aumento da produção de leite. O seu uso é proibido na união Europeia, mas autorizado nos Estados Unidos da América e no Brasil.
5 / 7

Leite de vaca - A somatropina bovina (BST) é uma forma geneticamente modificada da hormona de crescimento bovino que provoca um aumento da produção de leite. O seu uso é proibido na união Europeia, mas autorizado nos Estados Unidos da América e no Brasil.

Salsicha - É uma mistura de produtos e subprodutos de origem animal (muitas vezes não sabemos quais) mas muitas marcas usam também soja e xaropes de milho geneticamente modificados.
6 / 7

Salsicha - É uma mistura de produtos e subprodutos de origem animal (muitas vezes não sabemos quais) mas muitas marcas usam também soja e xaropes de milho geneticamente modificados.

Soja e derivados - É das principais soluções de alimentação (nas mais variadas formas) para os vegetarianos e vegans, mas a não ser que seja de produção biológica, grande parte da produção mundial (70%) é geneticamente modificada.
7 / 7

Soja e derivados - É das principais soluções de alimentação (nas mais variadas formas) para os vegetarianos e vegans, mas a não ser que seja de produção biológica, grande parte da produção mundial (70%) é geneticamente modificada.