Braga, 18 jan (Lusa) - O presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária de Alberto Sampaio, em Braga, acusou hoje a PSP de "investir" sobre os alunos que se manifestavam contra a criação de um mega-agrupamento e de lançar gás pimenta sobre eles.

"Atiraram com gás pimenta para cima dos alunos, uns ficaram com os olhos inchados, outros com a boca a arder, houve agressões, não entendemos o porquê de tanta violência quando nós apenas nos manifestávamos pacificamente contra aquilo que achamos um erro e uma injustiça", disse à Lusa Pedro Martins.

Contactado pela Lusa, o responsável pelas Relações Públicas da PSP de Braga disse ainda não ter informação "de que tenha havido necessidade de recurso à utilização de gás pimenta", pela eventual "resistência" dos alunos.