A defesa de José Penedos considerou que a decisão do juiz de instrução de Aveiro, que validou hoje indícios da prática de um crime de corrupção pelo presidente da REN, é "ofensiva dos mais elementares princípios do Direito".

"Em praticamente 50 anos de exercício de advocacia, dificilmente se encontrará decisão judicial tão distante e contraditória com a realidade dos factos e com os elementos provatórios constantes do processo", frisou também José Manuel Galvão Teles, que lidera a equipa de advogados de José Penedos.

"É por estas e por outras que o descrédito da Justiça vai prosseguindo o seu caminho", acrescentou Galvão Teles, numa declaração aos jornalistas após conhecer as medidas de coacção aplicadas ao seu cliente.