Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Xjazz: Há concertos de jazz grátis nas Aldeias do Xisto

Ver

A música volta à serra até setembro, com quatro concertos nas Aldeias do Xisto, na região Centro. O quarteto William Parker, Hamid Drake, John Dikeman e Luís Vicente abre a 8ª edição do Xjazz, neste sábado, 20, em Fajão, na Serra do Açor. A entrada é livre

Com percursos distintos os norte-americanos William Parker, John Dikeman e Hamid Drake juntam-se a Luís Vicente, trompetista português, na aldeia de Fajão, na Pampilhosa da Serra, para um singular concerto de improvisação

Com percursos distintos os norte-americanos William Parker, John Dikeman e Hamid Drake juntam-se a Luís Vicente, trompetista português, na aldeia de Fajão, na Pampilhosa da Serra, para um singular concerto de improvisação

As noites de céu negro, limpo e estrelado que, esta semana, deram às Aldeias do Xisto, na região Centro, o certificado de destino turístico mundial Dark Sky (atribuído pela Fundação Starlight) , serão o cenário inspirador para a 8ª edição do Xjazz Encontros de Jazz nas Aldeias do Xisto. A abertura das aldeias às visitas continua a ser uma característica do programa, visível logo no primeiro concerto, neste sábado, 20, a partir das 22 horas, na aldeia de Fajão, Pampilhosa da Serra, na Serra do Açor, que junta três exímios intérpretes norte-americanos: William Parker (contrabaixo), Hamid Drake (tabla) e John Dikeman (saxofone) e o trompetista português Luís Vicente. Este primeiro encontro, e embora não tenha sido divulgado o repertório, será marcado pela improvisação. Além de uma linguagem comum, o quarteto defende que a música “se faz no momento” e opta por compor a partitura em tempo real.

Tal como em anos anteriores, o XJazz aposta “na diversidade musical de abordagem e cariz exploratório”. José Miguel Pereira, do Jazz ao Centro Clube (JACC), responsável pela organização, em parceria com a Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto (ADXTUR), considera que, neste primeiro concerto, se reúnem “figuras absolutamente centrais e incontornáveis do jazz”.

Depois de uma residência artística na aldeia da Barroca, Vânia Couto e Maria Villanueva, do projeto Siu Kiu, convidam Yoshida Carvalho (baixo elétrico) e Lucas Centi (vibrafone) para uma apresentação pública

Depois de uma residência artística na aldeia da Barroca, Vânia Couto e Maria Villanueva, do projeto Siu Kiu, convidam Yoshida Carvalho (baixo elétrico) e Lucas Centi (vibrafone) para uma apresentação pública

O cartaz desta temporada, que vai até setembro, inclui quatro concertos gratuitos, de artistas portugueses e estrangeiros, assumindo mesmo “uma forte dimensão local, de envolvimento com as aldeias”, salienta José Miguel Pereira. Seja através da residência artística do projeto Siu Kiu, de Vânia Couto e Maria Villanueva, a dupla que se vai juntar com o baixista Yoshida Carvalho e o vibrafonista Lucas de Centi, para um concerto na aldeia de Barroca, Fundão, no dia 4 de agosto. Mais à frente, no dia 24, o guitarrista João Firmino e Joana Espadinha partilham a cumplicidade de muitos projetos feitos a dois na última década, num concerto que decorrerá numa casa da aldeia de Gondramaz, em Miranda do Corvo.

É também influenciado pelos sons do território que o paisagista sonoro Luís Antero, e alguns convidados, apresenta ao vivo Xisto Sonoro, a 15 de setembro, na aldeia de Cerdeira, na Lousã. “É um arquivo das paisagens sonoras das aldeias, que até agora só existia online. Esta é a primeira vez que ele surge em formato de concerto”, sublinha José Miguel Pereira. Com esta atuação, desperta-se a curiosidade para um novo contexto de visita, que permite descobrir as 27 Aldeias do Xisto através de sons e da escuta do território, na sua dimensão rural. Com este concerto de Luís Antero, integrado no festival Elementos à Solta, dá-se início à exploração do arquivo Xisto Sonoro - Paisagens Sonoras da Rede das Aldeias do Xisto.

Não se assumindo como um festival, o Xjazz “é mais uma série de acontecimentos, de encontros, para levar as pessoas a visitar as aldeias”, acrescenta José Miguel Pereira. E mais um bom motivo, dizemos nós, a juntar às bonitas praias fluviais, à gastronomia e ao céu estrelado, para partir à descoberta.

Depois de um longo trabalho de recolha e documentação, o paisagista sonoro, Luís Antero apresenta, pela primeira vez, em concerto o arquivo de paisagens sonoras das Aldeias do Xisto

Depois de um longo trabalho de recolha e documentação, o paisagista sonoro, Luís Antero apresenta, pela primeira vez, em concerto o arquivo de paisagens sonoras das Aldeias do Xisto

8ª edição do Xjazz - Encontros de Jazz nas Aldeias do Xisto > 20 jul, sáb 22h, Fajão (Pampilhosa da Serra) > 4 ago, dom 22h, Barroca (Fundão) > 24 ago, sáb 22h, Gondramaz (Miranda do Corvo) > 15 set, dom 22h, Cerdeira (Lousã) > grátis