Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O amor e a cidade no filme "Berlin, I Love You"

Ver

Uma viagem pela capital da Alemanha, em 11 histórias de amor e aventura, numa cidade onde pulsa o mundo. O filme Berlin, I Love You já se estreou nas salas de cinema

Em 1927, Walter Ruttman, vanguardista realizador alemão, responsável também pela fotografia do clássico Metropolis, de Fritz Lang, fez uma Sinfonia de Berlim, um fresco da cidade, olhar poético e realista sobre a capital alemã, da arquitetura às gentes, no período entre-guerras. O filme veio a definir, de alguma forma, o subgénero de “sinfonias de cidades”, que também teve os seus reflexos em Portugal, com Crónica de Lisboa, de Leitão de Barros e, sobretudo, Douro, Faina Fluvial, de Manoel de Oliveira.

Berlin, I Love You recupera e atualiza, de alguma forma, o conceito de fresco sobre a cidade, mas adulterando os padrões e redefinindo as regras. Logo à partida, porque se trata de um filme coletivo, de 11 realizadores de diferentes países, o que provoca, naturalmente, uma manipulação dos olhares. Por outro lado, estamos perante um olhar ficcional, em que a cidade de Berlim é, acima de tudo, um contexto e pretexto, que quase adquire o estatuto de personagem. Os realizadores fizeram basicamente uma recolha de histórias exemplares ali situadas, tendo o amor como tema de fundo.

Ao contrário de outras obras, como Tóquio! (2008) ou As Pontes de Sarajevo (2014), aqui não se colam várias curtas-metragens para serem exibidas em conjunto, com a duração de uma longa. Há, antes, um entrelaçar de histórias e de personagens que faz com que o resultado final seja um filme multiplot, de narrativa algo fragmentária mas com uma lógica unificadora. Não obstante, e apesar de haver uma linguagem formal estandardizada, facilmente se preferem umas histórias a outras, e o filme não consegue evitar, por isso, uma certa irregularidade. Berlin, I Love You vem na sequência de outras obras, com o mesmo exato conceito, dedicadas a Paris, Roma e Rio de Janeiro. A frase que perdura e que se verifica é: “Não existe uma Berlim típica.”

Veja o trailer do filme:

Berlin, I Love You > Realizado por Dianna Agron, Peter Chelsom e outros nove realizadores, com Keira Knightley, Helen Mirren, Luke Wilson > 120 minutos