Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

As prisões vistas pelo lado de dentro na exposição "The Portuguese Prison Photo Project"

Ver

Dois fotógrafos, uma ambição. O português Luís Barbosa e o suíço Peter Schulthess captaram a realidade de quem vive atrás das grades, em sete estabelecimentos prisionais. O resultado, batizado The Portuguese Prison Photo Project, pode ser visto no Museu do Aljube - Resistência e Liberdade, em Lisboa, até ao final de setembro

Estabelecimento Prisional de Leiria

Estabelecimento Prisional de Leiria

Um mundo com regras próprias, de portas fechadas, celas personalizadas como jangadas, devoções na parede, jogos para matar o tempo, cigarros por companhia. The Portuguese Prison Photo Project, assim batizado em inglês, é uma investigação imagética às prisões vistas pelo lado de dentro. Sete estabelecimentos foram visitados, ao longo de 2016 e 2017, pelas lentes de Luís Barbosa (que privilegia um preto-e-branco atmosférico em que predomina o ponto de vista dos prisioneiros) e de Peter Schulthess (que optou pela cor e por uma estratégia mais documental, arquitetónica e distante), num arco que vai da maior e mais antiga prisão, datada de 1880, até à mais recente, inaugurada em 2004, passando pelos estabelecimentos prisionais de Lisboa, Carregueira, Leiria, Guarda, Izeda, Santa Cruz do Bispo, Viseu.

Em 2017, o projeto esteve patente na Antiga Cadeia e Tribunal da Relação do Porto, atual Centro Português de Fotografia. Em 2019, a segunda fase do The Portuguese Prison Photo Project apresenta novas fotografias, e abriga-se noutro local impregnado de História e simbolismo: o Museu do Aljube, onde esteve instalada a temível prisão da polícia política do Estado Novo. Uma carga sublinhada pelo seu diretor, Luís Farinha: “Esta exposição captura a história prisional portuguesa. Antes, as condições prisionais eram iguais, tanto fazia se se tratasse de presos comuns encerrados no Limoeiro, como presos políticos no Aljube – e note-se que muitos destes eram presos por delitos de opinião... Do ponto de vista simbólico, claro que a prisão do Aljube era diferente.” Para contar melhor estas memórias e lutas, também guardadas no Museu do Aljube, a exposição contém ainda imagens históricas, pertencentes aos arquivos nacionais, e um dispositivo multimédia.

Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo

Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo

Peter Schulthess

The Portugueses Prison Photo Project > Museu do Aljube – Resistência e Liberdade > R. Augusto Rosa, 42, Lisboa > T. 21 581 8535 > 11 mai-29 set, ter-dom 10h-18h > €3