Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Íntima nudez na exposição "Code of Silence", de Robert Nil Reed, no Porto

Ver

São portuguesas estas paisagens de mar e terra, cenários que ecoam a intimidade pretendida nos retratos captados pelo austríaco Robert Nil Reed patentes na exposição Code of Silence. Para ver na Leica Gallery, no Porto, até 30 de março

Olhando para estas fotografias, pressente-se o desejo do fotógrafo em transmitir autenticidade, em valorizar a emoção acima do enquadramento formal, em criar uma epifania visual – ou, pelo menos, uma cena (cinematográfica?) em que o observador tem a ilusão de testemunhar um momento de nudez emocional. E poderiam evocar-se as palavras de Peter Lindbergh, o influente fotógrafo de moda que tem defendido, num preto-e-branco poderoso, um ideal feminino carismático e independente dos espartilhos da idade: “Deveria ser responsabilidade dos fotógrafos contemporâneos libertar as mulheres, e todos os outros, do terror da juventude e da perfeição.”

E pur si muove... Os corpos que enfrentam a câmara do austríaco Robert Nil Reed são jovens, bonitos, de proporções convencionadas como “perfeitas”, e desnudados em vários graus. Tanto o erotismo como a fotografia de moda são influências presentes (umas botas cor de rosa como único vestuário aqui, um cabelo cheio de ganchos numa poupa armada ali, um look outono-inverno captado no cais palafítico do Sul português...), e isso causa ruído na pureza desejada. Mas há imagens singelas, que ecoam a atmosfera intemporal dos cenários naturais das praias da Ursa e do Malhão, da Comporta, de Castelo de Vide: uma melancólica rapariga nua, de pé em frente a um mar sereno, olha para nós; uma outra abandona-se num jardim abandonado; outra, ainda, ergue-se como amazona sobre rochas...

Ao todo, são 22 as imagens patentes em Code of Silence. E, por entre os retratos femininos íntimos, há cenas de paisagens: rebentação de ondas num preto-e-branco bravio, um céu azulíssimo devedor da sensibilidade mediterrânica, uma simples casa de telhado em bico e paredes caiadas de branco isolada no meio do campo. Sinais da beleza redentora.

Code of Silence > Leica Gallery > R. Sá da Bandeira, 48-52, Porto > T. 22 766 4428 > até 30 mar, seg-sáb 10h-19h > grátis