Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Vera Marmelo, nome incontornável na fotografia de concertos, apresenta "Doze" no Barreiro

Ver

O título da exposição evoca a dúzia de anos que já leva a carreira de Vera Marmelo, testemunha de mil e um concertos duma geração em palco. O trabalho da fotógrafa pode ser visto no Auditório Municipal Augusto Cabrita, no Barreiro, até 13 de janeiro

Um concerto acontecer sem ela estar a disparar a câmara por perto é uma improbabilidade. Vera Marmelo construiu nome e portefólio captando o que é efémero: a eletricidade descarregada em palco por músicos, em festivais como os carismáticos Out.fest ou Barreiro Rocks e em toda a cena musical no eixo Barreiro-Lisboa. Doze anos como militante dessa forma de vida produziram imagens intensas, espontâneas, à flor da pele, obra material que é também um retrato underground de geração, documento combustível que acende faíscas entre objeto e observador. Confessa a própria que o acervo cresceu, sem ela conseguir “domesticar o arquivo ou contextualizar facilmente tudo o que abriga”. A fotógrafa apresenta agora a exposição Doze: uma dúzia de anos no terreno traduzida em imagens, mas sem indicação de horas, datas ou nomes. “Sem a propaganda aos outros, apenas na sobrevivência do que é meu nestas fotografias”, declara Vera.

Vera Marmelo é uma boa porta de entrada para o Mês da Fotografia 2018 no Barreiro, onde há muito mais para ver. Por exemplo, a exposição Ruralidades do premiadíssimo Jorge Bacelar, autodidata na fotografia e veterinário de profissão, que privilegia um olhar humanista e a uma composição herdeira da pintura nos seus retratos de agricultores e da relação destes com os animais; as fotografias e instalação sobre o tema da perda 3,06 Biliões de Ciclos por Segundo, da autoria de Paula Roush; ou a coletiva Spectrum com trabalhos de artistas visuais (Duarte Amaral Netto, Rodrigo Peixoto, João Paulo Serafim e Valter Ventura) que problematizam a fotografia “enquanto aparelho mediador do conhecimento do mundo”. Grandes encontros a não perder.

Doze > Auditório Municipal Augusto Cabrita > Av. Escola de Fuzileiros Navais, Parque da Cidade do Barreiro > T. 21 206 8230 > até 13 jan, ter-dom 14h-20h > grátis