Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Erros ortográficos, letras, sílabas e palavras fora do lugar na peça "Catamarã"

Ver

André Moreira

O Teatro do Eléctrico leva a peça de teatro Catamarã, Nas Ilhas Salomão Ninguém se Preocupa com os Erros Ortográficos ao pequeno auditório da Culturgest, em Lisboa. Ricardo Neves-Neves, o encenador, falou à VISÃO Se7e sobre este espectáculo para miúdos a partir dos oito anos, em cena até domingo, 25

André Moreira

André Moreira

Jornalista Multimédia

Ler e escrever pode ser bem complicado, sobretudo quando se é criança. As mesmas palavras dizem muitas coisas, ou leem-se de muitas maneiras. A peça Catamarã, Nas Ilhas Salomão Ninguém se Preocupa com os Erros Ortográficos, com texto de Ana Lázaro e encenação de Ricardo Neves-Neves, fala da relação entre um rapaz – o Peixe-Bolha, que está zangado com as palavras – e uma rapariga – a Catamarã, que sonha um dia viajar de barco até ao Pacífico. Fala também dos erros ortográficos, de significado e significante, de letras, sílabas e palavras fora do lugar, e de como a desarrumação pode mudar o sentido de tudo.

Um espetáculo de teatro para a infância, do Teatro do Eléctrico, que é, sobretudo, uma história acerca do que é crescer; a relação com o tempo e com os outros; a distância que não se mede com números. E sobre palavras, também. Mesmo aquelas muito difíceis de explicar.

Catamarã, Nas Ilhas Salomão Ninguém se Preocupa com os Erros Ortográficos > Culturgest > R. Arco do Cego, 50, Lisboa > T. 21 790 5155 > até 25 nov, sáb 16h, dom 11h, 16h > maiores de 8 anos > €3