Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Quarteirão das Artes, no Porto, inaugura o último ciclo de exposições do ano

Ver

Na última edição deste ano do ciclo de Inaugurações de Bombarda, no Porto, neste sábado, 10, há surpresas e regressos de artistas às 15 galerias do Quarteirão das Artes, as habituais visitas guiadas e muitas lojas a juntarem-se à festa. Das “arquiteturas de papel” de Ana Aragão, à identidade patrimonial de Tóquio com Inês D’ Orey ou aos monstros de Inês Costa

As visões urbanas de Ana Aragão para ver na exposição Vertical Reclamation of Individual Spaces, na Ap'Arte Galeria

As visões urbanas de Ana Aragão para ver na exposição Vertical Reclamation of Individual Spaces, na Ap'Arte Galeria

Diana Nobre

À sexta edição deste ano, o ciclo de Inaugurações de Bombarda volta à rua, neste sábado, 10, mesmo em dia de anunciada chuva, com novos trabalhos de arte contemporânea, algumas surpresas e regressos de artistas. São 15 as galerias envolvidas na iniciativa, com algumas lojas e cafés a juntarem-se à festa a partir das 16 horas. Depois de expor na Fundação do Oriente, em Macau, no verão passado, a arquiteta Ana Aragão ocupa a galeria Ap’Arte com Vertical Reclamation of Individual Spaces na qual reúne uma série de propostas de “arquiteturas de papel”, desenhos a caneta Bic inspirados pela densidade das paisagens asiáticas. É uma espécie de mapa subjetivo e vertical, realizado durante a residência artística da autora em Macau. Na sala ao lado, encontra-se “a espontaneidade do gesto e de cor” de Manuel Cargaleiro na exposição Gesto no Tempo, que reúne mais de 20 obras sobre papel, realizadas ao longo da última década.

Entruidos - The Bestiary, de Inês Costa, para ver na Ó! Galeria, no Porto

Entruidos - The Bestiary, de Inês Costa, para ver na Ó! Galeria, no Porto

Na Galeria Fernando Santos marca-se encontro com uma coletiva de artistas ali representados habitualmente, na qual figuram Manuel Batista, Pedro Calapez, Jorge Martins e João Jacinto. Ali próximo, na Presença, a atenção volta-se para o ritmo alucinante das mudanças em edifícios na cidade de Tóquio, no Japão, captadas pela lente de Inês D’ Orey e reunidas na série de fotografias Do not sit down. Rume-se, depois, à Ó! Galeria e conheça-se o projeto Entruídos – The Bestiary, da ilustradora portuguesa a viver em Berlim, Inês Costa. Apesar de coloridos, estes “monstros” feitos de papel são inspirados nos espíritos que, segundo a crença popular, vagueiam pelas aldeias durante as colheitas, apesar de serem invisíveis aos olhos das pessoas. Mas há mais.

Os tapetes e almofadas da designer Teresa Gameiro integram agora a coleção da loja Scar-id que se junta à festa da Inaugurações de Bombarda

Os tapetes e almofadas da designer Teresa Gameiro integram agora a coleção da loja Scar-id que se junta à festa da Inaugurações de Bombarda

Neste sábado de inaugurações, na loja Scar-id estreiam-se os designers João Abreu Valente e Teresa Gameiro, com peças de cerâmica e tapeçaria. E, no estúdio Tincal lab mostra-se joalharia contemporânea, em mais uma edição (a quarta) do desafio que foi lançado a criadores de todo o mundo. Desta vez, sob a temática da tecnologia estão expostas 100 peças exclusivas de 40 joalheiros oriundos de 20 países, para ver até final do ano.

Em paralelo às Inaugurações de Bombarda, o Montra Project Room da loja Earlymade recebe a instalação do belga Studio Corkinho que, pela primeira vez, apresenta em Portugal as coleções Mother e Secondary, a reinterpretarem a cortiça.

Mais uma vez, a Portolazer, em parceria com a Escola Superior de Educação, organiza visitas guiadas às galerias através da iniciativa Bombarda Stop & Go, às 16h e às 17h30 (inscrição prévia: stopandgo@portolazer.pt). Falta só dizer que convém não se esquecer da gabardina e do guarda-chuva.

Inaugurações de Bombarda > Várias galerias > Quarteirão da R. Miguel Bombarda, Porto > 10 nov – 12 jan > grátis