Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

"Vida do Grande D. Quixote de La Mancha e do Gordo Sancho Pança": Uma peça entre o delírio e a realidade, para ver no Porto

Ver

A história, as personagens e os lugares do texto de Cervantes numa versão portuguesa, escrita por António José da Silva, também ela um clássico da nossa literatura. O espetáculo Vida do Grande D. Quixote de La Mancha e do Gordo Sancho Pança está em cena no Palácio do Bolhão, no Porto, até dia 24

António Capelo e Paulo Calatré interpretam os protagonistas

António Capelo e Paulo Calatré interpretam os protagonistas

Pedro Figueiredo

Uma grande fatia da programação da ACE Teatro do Bolhão tem sido dedicada aos grandes textos e autores da dramaturgia universal, conscientes de estarem a prestar um serviço fundamental para a formação de públicos. Agora, optaram por fazer, pela primeira vez, um clássico português: a peça Vida do Grande D. Quixote de La Mancha e do Gordo Sancho Pança, de António José da Silva, escrita em 1733, versão para teatro de marionetas, muito popular no séc. XVIII. Uma paródia ao livro escrito pelo espanhol Miguel de Cervantes em 1605, procurando uma relação despretensiosa com o público e uma função de entretenimento.


No entanto, a obra do autor conhecido como “o Judeu” suscita outras camadas de leitura. Desde logo, ao ir mais longe do que o original e colocar em cena uma justiça vesga e inapta, reflexo da própria relação conturbada do autor com o Santo Ofício. Nesta adaptação ao palco, “trabalhamos muito à volta da confusão entre a realidade e a ilusão, uma questão premente na atualidade”, sublinha António Capelo, que interpreta, com Paulo Calatré, a parelha de protagonistas. “É uma espécie de moeda de duas faces, onde há um sonhador e outro que o chama à realidade”, acrescenta o ator. Tal como aconteceu noutras revisitações de clássicos, recorreram ao encenador japonês Kuniaki Ida (diretor da Scuola Teatro Arsenale, em Milão), um profundo conhecedor da commedia dell’arte, cuja influência se faz sentir na obra de António José da Silva. Mantém-se o fascínio pela personagem mítica de D. Quixote, o cavaleiro idealista e sonhador, e o seu companheiro Sancho Pança ganha agora um jeitinho bem português de se desenrascar dos sarilhos.

Vida do Grande D. Quixote de La Mancha e do Gordo Sancho Pança > Palácio do Bolhão > R. Formosa, 342, Porto > T. 22 208 9007 > 26 out-24 nov, qua 19h, qui-sáb 21h30, dom 16h > €10

Pedro Figueiredo