Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O cinema vai ao museu na exposição "Companhia", do realizador Pedro Costa

Ver

A obra de Pedro Costa e as suas fronteiras com outras artes e artistas em diálogo numa grandiosa exposição que inaugura nesta sexta, dia 19, no Museu de Serralves, no Porto

No Quarto da Vanda, um dos filmes (2000) de Pedro Costa

No Quarto da Vanda, um dos filmes (2000) de Pedro Costa

Os filmes de Pedro Costa são esteticamente tão deslumbrantes que mereciam ser todos emoldurados e expostos num museu, para que fossem contemplados à medida da sua maior valia. Mas tal nem sequer é necessário, porque as telas gigantes das salas de cinema realçam melhor a natureza da obra e toda a sua dimensão. Então de que serve expor Pedro Costa num museu? A exposição permite olhar o seu trabalho de uma perspetiva diferente e abre um campo de possibilidades, sobretudo ao nível do diálogo com outras obras. De resto, a ideia de levar o cinema para as galerias não é nova, e em Portugal até há um espaço exclusivamente dedicado a essa prática (a galeria Solar, em Vila do Conde).

Em Serralves, descobrimos Pedro Costa em interação com outros artistas, de forma, ao mesmo tempo, coerente e inesperada. Estão expostos trabalhos em diálogo com o escultor Rui Chafes, o fotógrafo Paulo Nozolino e os cineastas Danièle Huillet, Jean-Marie Straub e Chantal Akerman. Por outro lado, são resgatadas obras de arte que, de alguma forma, marcam presença nos filmes do realizador – do poeta Robert Desnos, dos fotógrafos Jacob Riis e Walker Evans, dos pintores Pablo Picasso e Maria Capelo, ou de realizadores como Robert Bresson, António Reis, John Ford, Jacques Tourneur e Jean-Luc Godard. Tudo se funde numa exposição que funciona como homenagem a um dos maiores realizadores portugueses contemporâneos, com coordenação de Filipa Loureiro e Marta Almeida, e arquitetura de José Neves.

E como de cinema se trata, a exposição de Pedro Costa em Serralves é acompanhada por um pequeno ciclo, onde são exibidos os filmes O Nosso Homem / Cavalo Dinheiro (dia 20, com apresentação do próprio Pedro Costa), Casa de Lava (dia 21), Juventude em Marcha (dia 21) e No Quarto da Vanda (dia 28). Será também lançado o livro Pedro Costa, de Carlos Melo Ferreira, em colaboração com as Edições Afrontamento.

Pedro Costa: Companhia > Museu de Serralves > Rua D. João de Castro, 210, Porto > T. 22 615 6500 > 19 out-27 jan, seg-sex 10h-18h, sáb-dom 10h-19h > €10