Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Há 150 concertos para ver na temporada de verão da Casa da Música

Ver

Na sala, na esplanada ou fora de portas – do Porto até São Pedro do Sul – são 150 os espetáculos que a Casa da Música nos convida a ver de junho até setembro. Mas há outras novidades, como três concertos em casas particulares

O Coro Infantil Casa da Música atua pela primeira vez, a solo, no dia de S. João

O Coro Infantil Casa da Música atua pela primeira vez, a solo, no dia de S. João

alexandre_delmar

Primeira novidade da temporada de verão da Casa da Música: em agosto, mês habitualmente mais parado na agenda de concertos desta instituição cultural do Porto, haverá espetáculos todos os dias, ao fim da tarde, na Sala 2. Serão sempre “concertos dedicados à música portuguesa”, revela António Jorge Pacheco, diretor-artístico da Casa da Música. Mas o Verão na Casa deste ano – que começa já esta sexta, dia 1, e se prolonga até 8 de setembro – terá outras novidades. Como a possibilidade de um grupo (20 pessoas) poder dormir na Sala 2 da Casa da Música (a 13 de julho) contactando com um lado menos conhecido da instituição, onde são guardados mais de dois mil instrumentos. Ou a organização de três concertos com novos talentos, em casas particulares do Porto, cuja seleção ainda está a ser feita, e aos quais qualquer pessoa poderá assistir.

O Dia Mundial da Criança, 1 de junho, assinala o arranque da programação de verão e a estreia da nova esplanada no exterior, com um novo palco, por onde vão passar vários estilos musicais como o jazz, indie rock, soul, fado, música popular brasileira e, até, escolas de música. Esta sexta, dia 1, poderemos ver e ouvir em contínuo (10h-12h30, 14h-16h) o espetáculo multidisciplinar “Os Meus Direitos” que junta a música, com direção artística de Artur Carvalho, o equilibrista André Borges, o mágico Daniel Guedes e o manipulador de marionetas Tommy Luther, à volta dos princípios consagrados pelas Nações Unidos na Declaração Universal dos Direitos da Criança. “É uma forma de educar para a cidadania”, sublinha Jorge Prendas, coordenador do serviço educativo. No dia de S. João, 24 de junho, as 40 crianças do novíssimo Coro Infantil da Casa da Música apresentam o primeiro concerto na Sala Suggia, com direção musical de Raquel Couto.

Mas há outros pontos altos na agenda. A19 de junho, o Remix Ensemble junta-se a um Coro Comunitário (de alunos do Balleteatro) para a estreia em Portugal de Ouve.Participa!, o projeto Connect da Art Mentor Foundation Lucerne em que o público é também participante do espetáculo. Duas peças musicais foram compostas para a ocasião: The Gender Agenda, do britânico Philip Venables, que cruza música, teatro e temas relevantes como as questões do género, e Orango, do italiano Oscar Bianchi, conhecido por obras em grande escala que abordam a origem das espécies. Dos Alpes para o Porto virão os músicos da Hornroh Modern Alphorn Quartet com as suas Quatro Trompas Alpinas, instrumento tradicional com mais de três metros de comprimento, que se juntam à Orquestra Sinfónica (30 jun).

O Remix Ensemble junta-se a um Coro Comunitário (de alunos do Balleteatro) para a estreia em Portugal do projeto Connect da Art Mentor Foundation Lucerne

O Remix Ensemble junta-se a um Coro Comunitário (de alunos do Balleteatro) para a estreia em Portugal do projeto Connect da Art Mentor Foundation Lucerne

alexandre_delmar

No verão, como é habitual, a Orquestra Sinfónica do Porto sai da Casa da Música para atuar ao ar livre no Arrábida Shopping, em Gaia (22 jun), na Praça Dr. José Vieira de Carvalho, na Maia (14 jul), na Praça Guilhermina Suggia, em Matosinhos (27 e 28 jul, com temas de Sérgio Godinho e de Pedro Abrunhosa, respetivamente), na Avenida dos Aliados (8 set) e, pela primeira vez, em São Pedro do Sul (7 set), acompanhando o mapa dos incêndios de 2017. Este ano, também a Orquestra Barroca se estreia nos Aliados num concerto gratuito e ao ar libre (7 set).

Em Ano Áustria, há, obviamente, concertos a não perder, como a Integral das Sinfonias de Bruckner (2 jun), Integral dos Concertos para Violino de Mozart (8 jun) ou o regresso do pianista austríaco Ingolf Wunder (16 jun). A divulgação do vencedor do Prémio Suggia (6 jul), uma maratona de violoncelistas (7 jul) ou a atuação do saxofonista Joshua Redman com o Billy Hart Quartet (10 jul) são outros dias fortes na agenda do festival de verão.

Verão na Casa > Casa da Música, Av. da Boavista, 604, Porto > T. 22 012 0220 > 1-jun-8 set