Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

"Estruturas, Índices e Protótipos": Revisão da matéria dada por Manuel Casimiro numa nova exposição em Lisboa

Ver

Uma antologia de Manuel Casimiro, discreto artista plástico, filho de Manoel de Oliveira chega ao Espaço Camões da Livraria Sá da Costa a partir desta sexta, 11

O artista faz da apropriação pictórica uma das suas marcas, visível no tratamento dado a esta imagem erótica do século XIX

O artista faz da apropriação pictórica uma das suas marcas, visível no tratamento dado a esta imagem erótica do século XIX

São quatro andamentos que expressam as linhas vitais de 40 anos de trabalho de Manuel Casimiro (Porto, 1941), aqui com a curadoria de António Cerveira Pinto. O artista regressa a Lisboa com 43 trabalhos, prenunciadores da exposição agendada para 2019, no MEIAC, em Badajoz. Reconhecido pelas intervenções em forma de manchas pictóricas ovais que subvertem imagens e a espacialidade, o artista mostra agora pinturas inéditas e obras apresentadas pela primeira vez em Lisboa. Juntam-se-lhes a apropriação anarquizante do livro L' Univers des Orientalistes de Gérard- -Georges Lemaire, uma série de Photographies Érotiques, para a qual Casimiro intervencionou um álbum de fotografias eróticas do século XIX e uma remontagem de Estrutura de Frutos e Legumes (originalmente realizada em 1975, na Sociedade Nacional de Belas-Artes), instalação octogonal coberta com batatas, laranjas, limões, peras e tomates – peça desafiadora do tempo e da iconografia museológica.

Estruturas, Índices e Protótipos > Espaço Camões da Livraria Sá da Costa > P. Luís de Camões, 22, 4º andar, Lisboa > T. 917 071 693 > 11 mai-30 mai, seg-sex 13h-19h