Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Ouvir a liberdade na Casa da Música, no Porto

Ver

Viagem por quatro concertos do austríaco Anton Webern que marcaram a composição europeia após a Segunda Guerra Mundial. A partir desta sexta, 20

Divulgação

Recuemos no tempo, 
a uma Áustria ocupada pelo exército nazi. O país-tema deste ano da Casa da Música, no Porto, serve 
de pano de fundo a mais um ciclo Música & Revolução, que acontece sempre no mês de abril. Desta vez, sugere-se uma viagem por quatro concertos de Anton Webern (1883-1945), compositor da Escola de Viena que, juntamente com Arnold Schönberg e Alban Berg, marcou a composição europeia nos anos que se seguiram à Segunda Guerra Mundial. As duas cantatas de Webern para coro e conjuntos instrumentais, raramente apresentadas em concerto, abrem 
o ciclo esta sexta, dia 20, interpretadas pelo Coro Casa da Música com o Remix Ensemble 
(1ª parte) e a Orquestra Sinfónica 
do Porto Casa da Música (2ª parte).

No próximo sábado, dia 21, 
o Remix Ensemble e a Orquestra Sinfónica percorrem muitas das canções do compositor vienense que constituem grande parte do seu repertório criativo, com a voz da soprano ucraniana Christina Daletska a não deixar, seguramente, a plateia indiferente. As obras para trio e quarteto para cordas de Anton Webern serão protagonistas do recital do Arditti Quartet (quarteto inglês fundado, curiosamente, em 1974, 
o ano da nossa Revolução de Abril) no domingo, 22. Caberá ao Coro Casa da Música o encerramento deste ciclo Música & Revolução, já no dia 29, com uma seleção feita pelo maestro Paul Hillier de obras do flamengo Heinrich Isaac (que influenciou Anton Webern) intercaladas com música sacra do compositor estónio Arvo Pärt.

Música & Revolução > Casa da Música > Av. da Boavista, 604, Porto > T. 22 012 0220 > Cantatas de Webern > 20 abr, sex 21h > €19 a €23 > Canções e Variações > 21 abr, sáb 18h > €14 a €18 > Arditti Quartet > 22 abr, dom 18h > €12 > Os Motetes de Isaac > 29 abr, dom 18h > €10 a €14