Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Stefan Sagmeister expõe os paradoxos da felicidade no MAAT

Ver

Um tratado? Um workshop? Um manifesto? Uma sessão de terapia coletiva? Uma provocação? A exposição interativa The Happy Show do influente designer austríaco Stefan Sagmeister esmiúça o conceito da felicidade. Para ver no MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, em Lisboa, até 4 de junho

Greenhouse Media LLC

Isto da felicidade pareceria um tema mais adequado à introspeção individual, à pesquisa sociológica ou aos unicórnios da autoajuda. Mas Stefan Sagmeister, austríaco convertido a Nova Iorque, 55 anos, designer tutelar e premiado, cruza a (sua) vida e o (seu) corpo com os seus trabalhos: um design emblemático do criativo foi um poster para o Instituto Americano das Artes Gráficas (AIGA), em 1999, com uma fotografia do seu corpo nu, cortado literalmente pelo texto... Adjetivos habituais: Sagmeister é inspirador, heterodoxo, provocador, performático, um tipógrafo concetual que atingiu o estrelato com as capas de discos feitas para David Byrne, Lou Reed e The Rolling Stones, e muitos trabalhos fora da caixa. Mas em vez de deixar crescer pantagruelicamente a barriga e a agência (codirigida com a designer Jessica Walsh), ele prefere explorar novos rumos (de sete em sete anos, faz uma sabática para experimentação). The Happy Show é uma exposição itinerante resultante da sua pesquisa de dez anos sobre o conceito de “felicidade”. Uma meditação interativa em que Sagmeister contempla dimensões de género, etnia, nível de riqueza, humor, sexo, estereótipos estatísticos, cultura de consumo, mitos e modas, apoiado em conclusões de psicólogos, antropólogos e historiadores. Para os visitantes, este é também um passeio pela cabeça do designer, que defende que a felicidade se treina como qualquer músculo. O ginásio é, aqui, um mundo de amarelos fortes, dominado por infografias e tipografias, com uso de objetos comuns – escadarias com mensagens, vitrinas que convidam à doação de dinheiro, dispensadores de doces numerados que avaliam o nível de felicidade individual... As palavras de ordem são alternativas: “Não existe nenhuma obrigação moral de ter filhos” é exposta na porta de elevador, cujo fecha-e-abre altera a representação gráfica de um pénis; uma bicicleta usável está montada em frente a néons que alternam frases como “procura o desconforto” ou“o meu nível geral de satisfação”; hierarquias de parceiros sexuais são dispostas nas paredes... O designer avisa: “Esta exposição não o deixará mais feliz.” Mas podemos duvidar.

"The Happy Show" estreia os primeiros 12 minutos de Having Guts, o documentário em que Stefan Sagmeister registou os seus três meses de experiências com meditação, terapia cognitiva, drogas e fármacos vários.

"The Happy Show" estreia os primeiros 12 minutos de Having Guts, o documentário em que Stefan Sagmeister registou os seus três meses de experiências com meditação, terapia cognitiva, drogas e fármacos vários.

The Happy Show > MAAT > Av. Brasília, Central Tejo, Lisboa > T. 21 002 8130 > 13 abr-4 jun, qua-seg 11h-19h > €5