Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Noiserv, o “homem-orquestra”, comemora 13 anos de carreira

Ver

André Moreira

O músico David Santos assinala os 13 anos do projeto Noiserv com um concerto no Teatro Tivoli BBVA, esta quinta, 5. Em entrevista à VISÃO Se7e, “o homem-orquestra” falou-nos sobre a sua carreira e sobre o processo de produzir música que chega a contar com 70 instrumentos

André Moreira

André Moreira

Jornalista Multimédia

David Santos é Noiserv, um pseudónimo para o projeto musical que o coloca sozinho em palco com vários instrumentos e que lhe permite produzir música como se de uma orquestra se tratasse. Ao entrarmos no seu pequeno estúdio, num anexo da casa dos seus pais, notamos a extensão dos seus 13 anos de carreira através dos cartazes presos nas paredes e nos tetos, além de acessórios e aparelhos musicais que vão desde os mais profissionais a brinquedos. Com quatro álbuns e dois EP’s publicados desde 2005, David Santos diz que foram “muitos anos e muitos anos cheios de muitas coisas”.

Além do projeto a solo Noiserv, o músico faz também parte da banda lisboeta You Can’t Win Charlie Brown. Sobre a ideia de fazer música sozinho, David diz que “não foi 100% pensado”, mas uma vontade que surgiu com o facto de compor músicas que não se encaixavam no registo da banda da qual fazia parte na altura. Formado em engenharia e um autodidata, transformou-se na “banda de um homem só” graças às suas competências e a um processo que tenta explicar desta forma.

À pergunta sobre um novo álbum, David Santos responde: “sinto que se definir um prazo final para ter um disco isso vai apressar-me e acho que as músicas não devem ser apressadas”. O músico revela, no entanto, que já está a trabalhar em novas canções e espera lançar algumas até ao final do ano, acreditando que o álbum completo ficará possível entre este e o próximo. O concerto comemorativo dos 13 anos de carreira, esta quinta, 5, no Teatro Tivoli BBVA, não será ainda para mostrar as novidades. Haverá espaço para surpresas?