Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Festival Iminente: a arte celebra-se em Oeiras

Ver

Depois do êxito da primeira edição, o Festival Iminente, organizado por Vhils, está de regresso ao Jardim Municipal de Oeiras, entre esta sexta-feira, 15, e domingo, 17. Para mostrar um novo Portugal

Bruno Pernadas é apenas um dos muitos músicos que vão passar pelo Festival Iminente, a par das intervenções de tantos outros artistas plásticos

Bruno Pernadas é apenas um dos muitos músicos que vão passar pelo Festival Iminente, a par das intervenções de tantos outros artistas plásticos

É novo, experimental e inédito, mas também urbano, excitante e imprevisível. Estes foram alguns dos adjetivos usados para descrever, no ano passado, a edição inaugural do Iminente, um festival diferente, onde o público, mais do que um mero espectador, é parte ativa em tudo o que acontece. “A palavra de ordem é imersão”, anuncia a organização, a cargo do artista visual Vhils e da sua galeria Underdogs. Ou talvez “comunhão”, acrescentam, mas “sem confusões”, porque este Iminente, lá está, também é muito mais que um mero festival. É “uma espécie de reunião de amigos e conhecidos, mas com muita gente”. Ou nem por isso, porque a lotação do recinto é limitada a três mil pessoas por cada dia de festival – e, tal como no ano passado, os bilhetes esgotaram rapidamente.

O programa reúne não só músicos mas também artistas visuais e plásticos de uma nova geração que tem acrescentado contemporaneidade e criatividade à cena artística portuguesa. Trata-se de um movimento sem fronteiras nem barreiras estéticas, que espalha pelo mundo um novo conceito de lusofonia, moderno e descomplexado. E este é o seu palco de eleição, um local de liberdade de expressão e provocação artística, que “desafia, questiona e explora”, mas sempre num clima de celebração.

Ao todo, são três dias de festa, que irão reunir em Oeiras mais de meia centena de grupos e artistas. Na sexta, 15, vão passar pelo palco nomes como You Can't Win, Charlie Brown, Slow J, Halloween, Throes + The Shine, Mike El Nite, Capitão Fausto ou Orelha Negra, enquanto no sábado, 16, se destacam as presenças de Cachupa Psicadélica, NBC, Chullage, Regula, Branko ou Xinobi + Moullinex, entre outros. Para domingo, 17, estão reservados algumas das propostas mais fortes, como é o caso de Noiserv, Bruno Pernadas, Capicua ou Carminho, cabendo o encerramento do festival a DJ Ride, que contará com a companhia, nos pratos, do próprio Vhils.

Em paralelo com a programação musical, haverá também muita arte no recinto do festival, exposta e também a ser feita, em tempo real, por artistas como Bordalo II, Felipe Pantone, Maria Imaginário, Teresa Esgaio, Vhils, Mosaik ou Pedro Coquenão, entre outros.

Festival Iminente > Jardim Municipal de Oeiras >15-17 set, sex-dom 16h > €5